sicnot

Perfil

Economia

Hoteleiros de Lisboa e Algarve otimistas para junho

As perspetivas dos hoteleiros lisboetas quanto ao mês de junho apontam para resultados superiores aos do ano passado, concluiu um inquérito da Associação de Hotéis de Portugal (AHP), que prevê também boas taxas de ocupação no Algarve. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

De acordo com os resultados do mais recente Future Monitor, realizado em maio pela AHP, os hotéis em Lisboa esperam registar "uma melhor performance este ano", face ao ano passado, indicou à Lusa a presidente da direção executiva da associação, Cristina Siza Vieira. 

 
 

Dos 34 hotéis consultados na cidade de Lisboa, 75% responderam de forma positiva quando questionados se esperam uma ocupação superior a 50% entre os dias 01 e 19 de junho. Em causa estão as reservas efetivas.  

 
 

Em 2014, as expectativas a este nível só se faziam sentir "apenas na primeira semana do mês de junho", notou a responsável da AHP. 

 
 

Nos restantes dias do mês, as previsões de uma ocupação superior a 50% baixam para cerca de metade dos hoteleiros lisboetas consultados pela associação -- com exceção do fim de semana de 25 e 26 de junho, em que as expectativas são superiores, "o que deverá estar relacionado com a realização de congressos", acredita Cristina Siza Vieira. 

 
 

Quanto ao Algarve, onde o Future Monitor se começou a realizar apenas este ano, as respostas ao inquérito realizado junto de um painel de hoteleiros da região dão "uma indicação excelente" quanto à ocupação esperada para junho, adiantou a presidente da direção da AHP. 

 
 

Assim, das 25 unidades hoteleiras inquiridas sobre se preveem uma ocupação superior a 50% para o mês de junho, com base em reservas efetivas, "75% deram resposta positiva".  

 
 

O resultado é ainda superior para os períodos de 11 a 13 de junho e de 26 a 28 de junho, quando 100% dos hoteleiros inquiridos na região algarvia esperam ter mais de metade dos seus estabelecimentos ocupados por turistas, destacou Cristina Siza Vieira.  

 
 

O dia 10 de junho, quarta-feira, é feriado do Dia de Portugal, enquanto o feriado lisboeta de 13 de junho se realiza este ano num sábado. 

 
 

Quanto à cidade do Porto, os resultados obtidos este ano mantêm-se "estáveis" face aos do mesmo período, no ano passado, explicou a mesma responsável.  

 
 

Para a primeira semana do mês, entre 01 e 07 de junho, mais de 75% dos 14 hoteleiros portuenses que constam do painel de inquiridos prevê os seus hotéis ocupados a mais de metade -- resultado que a diretora-geral da AHP atribui à realização do festival de música NOS Primavera Sound, entre os dias 04 e 06 de junho.  

 
 

Nas semanas seguintes do mês, esta expectativa baixa para cerca de metade dos hoteleiros inquiridos na cidade do Porto. Isto com exceção do período de 11 a 13 de junho, em que as respostas voltam a ser positivas em mais de 75% dos casos.  

 
 

O Future Monitor é realizado regularmente pela AHP, através de respostas de painéis de inquiridos representativos das unidades hoteleiras em cada uma das três zonas do país onde se realiza.



Lusa

  • Fuga de ácido em camião corta EN1 em Gaia

    País

    Uma fuga de gás clorídrico do contentor de um camião que circulava na zona de Pedroso em Vila Nova de Gaia obrigou ao corte do trânsito na EN 1, no sentido Norte/Sul.

    Em desenvolvimento

  • Polémica sobre offshore intensifica guerra de palavras entre PSD e Governo
    2:39
  • DGO divulga hoje execução orçamental de janeiro

    Economia

    A Direção-Geral do Orçamento (DGO) divulga hoje a síntese de execução orçamental em contas públicas de janeiro, sendo que o Governo estima reduzir o défice para 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em contabilidade nacional em 2017.

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.