sicnot

Perfil

Economia

Hoteleiros de Lisboa e Algarve otimistas para junho

As perspetivas dos hoteleiros lisboetas quanto ao mês de junho apontam para resultados superiores aos do ano passado, concluiu um inquérito da Associação de Hotéis de Portugal (AHP), que prevê também boas taxas de ocupação no Algarve. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

De acordo com os resultados do mais recente Future Monitor, realizado em maio pela AHP, os hotéis em Lisboa esperam registar "uma melhor performance este ano", face ao ano passado, indicou à Lusa a presidente da direção executiva da associação, Cristina Siza Vieira. 

 
 

Dos 34 hotéis consultados na cidade de Lisboa, 75% responderam de forma positiva quando questionados se esperam uma ocupação superior a 50% entre os dias 01 e 19 de junho. Em causa estão as reservas efetivas.  

 
 

Em 2014, as expectativas a este nível só se faziam sentir "apenas na primeira semana do mês de junho", notou a responsável da AHP. 

 
 

Nos restantes dias do mês, as previsões de uma ocupação superior a 50% baixam para cerca de metade dos hoteleiros lisboetas consultados pela associação -- com exceção do fim de semana de 25 e 26 de junho, em que as expectativas são superiores, "o que deverá estar relacionado com a realização de congressos", acredita Cristina Siza Vieira. 

 
 

Quanto ao Algarve, onde o Future Monitor se começou a realizar apenas este ano, as respostas ao inquérito realizado junto de um painel de hoteleiros da região dão "uma indicação excelente" quanto à ocupação esperada para junho, adiantou a presidente da direção da AHP. 

 
 

Assim, das 25 unidades hoteleiras inquiridas sobre se preveem uma ocupação superior a 50% para o mês de junho, com base em reservas efetivas, "75% deram resposta positiva".  

 
 

O resultado é ainda superior para os períodos de 11 a 13 de junho e de 26 a 28 de junho, quando 100% dos hoteleiros inquiridos na região algarvia esperam ter mais de metade dos seus estabelecimentos ocupados por turistas, destacou Cristina Siza Vieira.  

 
 

O dia 10 de junho, quarta-feira, é feriado do Dia de Portugal, enquanto o feriado lisboeta de 13 de junho se realiza este ano num sábado. 

 
 

Quanto à cidade do Porto, os resultados obtidos este ano mantêm-se "estáveis" face aos do mesmo período, no ano passado, explicou a mesma responsável.  

 
 

Para a primeira semana do mês, entre 01 e 07 de junho, mais de 75% dos 14 hoteleiros portuenses que constam do painel de inquiridos prevê os seus hotéis ocupados a mais de metade -- resultado que a diretora-geral da AHP atribui à realização do festival de música NOS Primavera Sound, entre os dias 04 e 06 de junho.  

 
 

Nas semanas seguintes do mês, esta expectativa baixa para cerca de metade dos hoteleiros inquiridos na cidade do Porto. Isto com exceção do período de 11 a 13 de junho, em que as respostas voltam a ser positivas em mais de 75% dos casos.  

 
 

O Future Monitor é realizado regularmente pela AHP, através de respostas de painéis de inquiridos representativos das unidades hoteleiras em cada uma das três zonas do país onde se realiza.



Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.