sicnot

Perfil

Economia

Passos diz que PS devia aceitar limitar dívida na Constituição para afastar dúvidas

Passos diz que PS devia aceitar limitar dívida na Constituição para afastar dúvidas

Passos Coelho insiste que o PS devia aceitar a proposta para inscrever na Constituição um limite para a dívida. O primeiro-ministro avança que a chamada regra de ouro afastaria as dúvidas que diz existirem sobre o programa eleitoral do PS.

  • Passos apela a compromisso no limite para a dívida
    0:55

    País

    O primeiro-ministro apela à disponibilidade do PS para um compromisso em relação à inscrição de um limite para a dívida pública na Constituição. Passos Coelho defende que este tipo de entendimentos não mata as diferenças entre os partidos.

  • Passos desafia PS a aceitar limite ao endividamento na Constituição
    1:16

    Economia

    O primeiro-ministro voltou, esta sexta-feira, a desafiar o Partido Socialista a aceitar a inscrição na Constituição de um limite ao endividamento. Num econtro da coligação, em Aveiro, Pedro Passos Coelho disse que esta medida seria importante para que as alterações que o PS quer fazer na Segurança Social não levem a uma aumento da dívida.

  • Costa acusa Passos de insistir no erro da austeridade
    1:17

    País

    Nas primeiras declarações à chegada ao Coliseu, onde decorre a Convenção do PS, António Costa acusou Paulo Portas de confundir a Constituição com a incompetência deste Governo. O líder do PS acusa também o primeiro-ministro de insistir no erro da austeridade.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15