sicnot

Perfil

Economia

Portugal vai antecipar pagamento ao FMI de 2 mil milhões da dívida externa

A ministra das Finanças anunciou este sábado, no Cadaval, que o Governo vai, ao contrário da Grécia, antecipar este mês o pagamento de 2 mil milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para poupar nos juros.

A ministra das Finanças adiantou que o Governo "já iniciou os procedimentos" para esse fazer o reembolso antecipado "ainda este mês". (Arquivo)

A ministra das Finanças adiantou que o Governo "já iniciou os procedimentos" para esse fazer o reembolso antecipado "ainda este mês". (Arquivo)

Francisco Seco / AP

"Vamos reembolsar antecipadamente perto de 2 mil milhões de euros ao FMI para poupar nos juros e fazemos este reembolso antecipado porque, com o nosso trabalho, conseguimos que os juros que pagamos no mercado da dívida sejam efetivamente mais baixos", afirmou Maria Luísa Albuquerque.

A ministra das Finanças, que falava durante um jantar com militantes da distrital do PSD/Oeste, no concelho do Cadaval, adiantou que o Governo "já iniciou os procedimentos" para esse fazer o reembolso antecipado "ainda este mês".

"Se a situação exterior é assim tão favorável, basta compararmo-nos com outro país da Europa que, em vez de antecipar pagamentos ao FMI, os adia", sublinhou a governante dirigindo-se ao PS que, lembrou, foi um dos partidos da esquerda a fazer "referências elogiosas ao Governo" grego, liderado por Alex Tsipras.

A ministra das Finanças explicou que a antecipação das prestações para diminuir a dívida externa é possível graças ao "caminho de responsabilidade" que o Governo PSD/CDS-PP tem vindo a seguir, no sentido de reduzir a despesa e do défice que, recordou, era "superior a 11% do Produto Interno Bruto" quando o atual Governo entrou em funções, e que deverá ser "superior a 3% no final deste ano".

Do lado da despesa, sublinhou a redução do peso do Estado, dando como exemplos a poupança de 22 milhões de euros nos últimos quatro anos, com os automóveis oficiais do Estado, optando por gamas "mais baratas".
Lusa
  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.