sicnot

Perfil

Economia

Economia portuguesa cresceu 1,5% no 1º trimestre

O PIB português cresceu 1,5% no primeiro trimestre de 2015 por  comparação com o mesmo período de 2014, segundo o Eurostat. A economia da zona euro cresceu 1,0%.

(Arquivo Reuters)

(Arquivo Reuters)

Reuters

A economia da zona euro cresceu 1,0% no primeiro trimestre deste ano, face ao mesmo trimestre de 2014, divulgou hoje o Eurostat, confirmando a primeira estimativa.

Já no total dos 28 Estados-membros da União Europeia (UE), o avanço do Produto Interno Bruto (PIB) em termos homólogos foi de 1,5% entre janeiro e março.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, na variação em cadeia, comparando o primeiro trimestre deste ano com o último do ano passado, o avanço foi de 0,4% tanto na zona euro como na UE.

Quer no caso da zona euro, quer no da UE houve um ligeiro acelerar da economia dos países que partilham a moeda única até março, depois dos 0,9% e dos 1,4% de crescimento registados no último trimestre de 2014.

Entre os Estados-membros para os quais há dados disponíveis, a economia da República Checa foi a que mais cresceu (3,1%) no primeiro trimestre do ano face ao anterior, seguindo-se as de Chipre e da Roménia (1,6% cada), a Polónia (1,0%), a Bulgária e Espanha (0,9% cada).

As maiores quebras registaram-se nos PIB da Lituânia (-0,6%), da Estónia (-0,3%), da Grécia (-0,2%) e da Finlândia (-0,1%).

O PIB de Portugal cresceu 1,5% na comparação homóloga e 0,4% em cadeia.

Os dados do Eurostat são ajustados das variações sazonais.


Com Lusa
  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01