sicnot

Perfil

Economia

Exportações sobem 8,2% em abril

As exportações aumentaram 8,2% e as importações 7,4% no trimestre terminado em abril, face ao mesmo período de 2014, tendo a taxa de cobertura crescido 0,6 pontos percentuais para 84,3%, informa hoje o INE.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

egundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), no período, o défice da balança comercial aumentou 67,2 milhões de euros para 2.343,3 milhões de euros, tendo-se destacado Angola como o país de destino das exportações portuguesas em que estas evidenciaram a maior redução (-23,6%).

O aumento de 8,2% das exportações e de 7,4% das importações de fevereiro a abril compara com um crescimento de 3,8% e uma queda de 1,4%, respetivamente, no 1.º trimestre de 2015.

Considerando apenas o mês de abril, as exportações de bens aumentaram 9,7% e as importações de bens 16,0% face ao mês homólogo (+11,1% e +10,6% em março de 2015, respetivamente).

Em abril, as exportações aumentaram principalmente devido à evolução do comércio intra-União Europeia (UE), traduzindo o acréscimo generalizado de quase todos os grupos de produtos, em especial nos combustíveis minerais, máquinas e aparelhos e produtos agrícolas).

Já as importações subiram devido à evolução, tanto do comércio intra-UE como do comércio extra-UE, refletindo os aumentos registados na totalidade dos grupos de produtos, mas sobretudo nos combustíveis minerais, produtos químicos e veículos e outro material de transporte. 

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, em abril, as exportações aumentaram 5,5% e as importações subiram 13,2% face ao mês homólogo (respetivamente +8,7% e +9,9% em março de 2015).

No que se refere às variações face ao mês anterior, em abril de 2015 as exportações diminuíram 2,9%, em resultado da evolução registada em ambos os tipos de comércio, destacando-se em relação aos bens transacionados o vestuário, o calçado e os produtos químicos.

As importações diminuíram 0,2%, devido à evolução do comércio intra-UE (em especial nos veículos e outro material de transporte e metais comuns), dado que nas importações extra-UE se verificou um aumento.

Numa análise por grandes categorias económicas, o INE regista, no trimestre terminado em abril e face ao período homólogo, aumentos das exportações em todas as categorias, com "especial destaque" para os acréscimos nos combustíveis e lubrificantes (+61,2%), nomeadamente os produtos transformados.

No que se refere às importações, destaca o aumento de 21,4% no material de transporte e acessórios, sobretudo os automóveis para transporte de passageiros, sendo que as importações de combustíveis e lubrificantes caíram 5,9%.



PD // CSJ

Lusa/fim



NewsSubjects:- Economia, Negócios e Finanças - Estatísticas (Economia) - Economia (geral) - comércio externo 

20150609T120846
  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.