sicnot

Perfil

Economia

Falta de acordo seria o princípio do fim para a zona euro, diz Tsipras

A falta de acordo sobre a Grécia significaria "o princípio do fim" para a zona euro, advertiu o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, numa entrevista hoje ao jornal italiano Corriere della Sera.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Alkis Konstantinidis / Reuters

Questionado sobre se o fracasso das negociações entre Atenas e os credores internacionais significaria o fracasso da Europa, Tsipras respondeu: "Penso que é evidente. Isso seria o início do fim da zona euro". 

Para o primeiro-ministro grego, "se a Grécia falir, os mercados vão imediatamente procurar outro" elo mais fraco da zona euro, disse, numa alusão a Espanha ou a Itália.

"Se os dirigentes europeus não conseguem resolver um problema como o da Grécia, que representa 2% da sua economia, qual será a reação dos mercados para os países que enfrentam problemas maiores, como a Espanha ou Itália?", questionou. 

Não obstante, considerou que o acordo poderá ser alcançado em breve: "Penso que estamos muito próximos de um acordo (...), só falta adotar uma atitude positiva em relação às nossas propostas alternativas aos cortes nas pensões ou à imposição de medidas que provoquem a recessão", afirmou Tsipras.

As discussões entre a Grécia e os seus credores regressaram na segunda-feira, a pequenos passos, apesar da urgência, com o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a apelar para que as partes sejam "flexíveis".

A Grécia, que deveria fazer quatro reembolsos entre 05 e 19 de junho, pediu o seu agrupamento numa única prestação, a pagar no final do mês, como tem direito. 

Os gregos, que negoceiam a concessão de um empréstimo de 7,2 mil milhões de euros, com o Fundo Monetário Internacional, a União Europeia e o Banco Central Europeu, condicional à realização de reformas difíceis, têm assim mais algum tempo para as negociações, antes de ficarem com os cofres vazios.
  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.