sicnot

Perfil

Economia

TAP suspende piloto que foi o alegado mentor da greve de maio

TAP suspende piloto que foi o alegado mentor da greve de maio

A TAP suspendeu Lino da Silva, o piloto visto como estratega do sindicato durante a greve de maio. Ao que a SIC apurou, a companhia está a investigar, pelo menos, quatro razões que podem levar ao despedimento por justa causa.

  • "Azul" é a maior cliente da empresa de manutenção que a TAP tem no Brasil
    5:06

    Economia

    A "Azul", companhia aérea brasileira criada e gerida por David Neeleman, é, também, a maior cliente da empresa de manutenção que a TAP tem no Brasil. Uma empresa que, na última década, foi responsável por um buraco na companhia portuguesa superior a 500 milhões de euros. Dinheiro perdido para a TAP, mas para os novos donos da Transportadora Nacional, Neeleman e o empresário português Humberto Pedrosa, as notícias não são assim tão más. É que a empresa da TAP no Brasil está agora muito perto do equilíbrio financeiro.

  • SPAC diz que greve na TAP foi decidida em assembleia-geral
    1:28

    Economia

    A TAP instaurou um inquérito ao piloto considerado como o estratega da greve de maio. Um inquérito que visa o despedimento com justa causa. Paulo Lino Rodrigues é piloto da companhia e presta ao mesmo tempo assessoria ao Sindicato dos pilotos de Aviação Civil. O SPAC, por seu lado, reage afirmando que a greve foi decidida em assembleia geral e não pelo comandante visado.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06