sicnot

Perfil

Economia

Angolana Santoro diz que oferta do CaixaBank sobre BPI "morreu"

A Santoro, da angolana Isabel dos Santos, considera que a OPA do CaixaBank sobre o BPI "morreu" com o chumbo de hoje dos acionistas à desblindagem dos estatutos, reiterando-se empenhada na fusão do banco com o Millenium BCP.

SIC

"Nós nunca escondemos que gostaríamos de ter uma outra solução, uma solução mais inclusiva, que criasse um líder de mercado que passa pela fusão entre o Millenium BCP e o BPI. Mas é algo que não é o momento para discutirmos hoje, é algo para se ver a seu tempo", afirmou o presidente do Conselho de Administração da Santoro Finance, Mário Silva, em declarações aos jornalistas no final da assembleia-geral do banco português, que decorreu no Porto.

Assegurando que "a Santoro continua comprometida a dialogar com todos os acionistas" e "a construir a melhor solução para o futuro do BPI, que preserve a estabilidade financeira da instituição e que vá de encontro a todos os objetivos dos acionistas", Mário Silva remeteu, contudo, esta discussão para o "momento adequado".

"Não me vou pronunciar [sobre a Oferta Pública de Aquisição (OPA)]. Temos que aguardar, há várias opções ainda possíveis, portanto vamos tranquilamente continuar a seguir o processo", disse.

No entanto, quando questionado pelos jornalistas sobre se a OPA, nas condições atuais, "morreu", o empresário admitiu que sim, "morreu", porque "não reúne as condições que foram enunciadas à partida para ter sucesso".

E acrescentou: "Nós desde o início que fizemos fazer que, nos termos em que a OPA foi inicialmente apresentada ao mercado, não contaria com o nosso apoio e, portanto, penso que estamos a ser totalmente consistentes com aquilo que sempre dissemos desde o início".

O presidente da Santoro tem vindo a apresentar a fusão com o BCP como "uma alternativa viável" à OPA, tratando-se de uma solução geradora de valor para os acionistas dos dois bancos ao permitir criar "o maior banco português, com posições de referência em três mercados de extremo potencial - Angola, Moçambique e Polónia".

O CaixaBank lançou a 17 de fevereiro uma OPA sobre a totalidade do capital do BPI a 1,329 euros por ação. Duas semanas depois, a angolana Isabel dos Santos avançou uma proposta alternativa de fusão entre o BPI e o BCP, que permitiria criar a maior entidade bancária portuguesa.

Hoje reunidos em reunião magna, os acionistas do BPI decidiram chumbar a desblindagem dos direitos de voto a 20% no banco, que era uma condição essencial para o sucesso da OPA.

Esta alteração dos estatutos do BPI teria de ser aprovada por 75% do capital presente em assembleia, o que significa que Isabel dos Santos, que tem 19% do capital, conseguiu vetar a desblindagem, "matando" a OPA ou forçando uma revisão dos seus termos.

Segundo um comunicado do banco, a proposta de desblindagem dos estatutos "obteve votos a favor de apenas 52,45%", pelo que as "alterações não foram aprovadas".

Na assembleia-geral de hoje foram retomados os trabalhados iniciados a 29 de abril passado e que haviam sido suspensos para permitir que, entretanto, a OPA do CaixaBank fosse registada e os acionistas ficassem na posse todos os elementos sobre a operação, o que, contudo, acabou por não acontecer, por não terem ainda sido emitidas todas as autorizações necessárias para publicação do prospeto da operação.


Lusa
  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.