sicnot

Perfil

Economia

Salários na RTP "são bastante aceitáveis", comentário político deixará de ser pago

O presidente da RTP afirmou hoje que os salários na RTP "são bastante aceitáveis" e apontou que a média dos mesmos, excluindo administração e direção de informação, é de 2.100 euros brutos. Ouvido no Parlamento, Gonçalo Reis disse também que as direções de informação da televisão e rádio está em trabalhar em novas regras para os debates políticos, onde se prevê que "tendencialmente" os políticos no ativo deixem de ser pagos. 

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O Conselho de Administração da RTP foi hoje ouvido na comissão parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação sobre o relatório e contas de 2014 e o plano de atividades da empresa para este ano.

Relativamente às negociações sobre o Acordo de Empresa (AE) com os sindicatos, Gonçalo Reis afirmou: "Fizemos propostas bastante conciliadoras, progressivas do que aquelas que estavam em cima da mesa" da administração anterior.

Sobre os salários dos trabalhadores da RTP, disse que estes "são bastante aceitáveis".

"A média dos salários, retirando a direção de informação e a administração, é de 2.100 euros brutos, o dobro da média nacional", explicou. Além disso, "98% dos trabalhadores da RTP ganham mais de 1.000 euros de salário base", acrescentou.

Gonçalo Reis lembrou aos deputados que os salários da atual administração foram definidos pelo Estado.

Ainda sobre o AE, Gonçalo Reis garantiu que a administração "valoriza a RTP como empresa pública", não faz ultimatos e tem uma "atitude moderada", recordando que o Acordo de Empresa está a ser negociado há mais de 24 meses.

Deu ainda o exemplo que no caso do suplemento de reforma, em que a anterior administração pretendia reduzir de 6% sobre o salário para 0 (zero), a atual equipa de gestão fez uma proposta para repor. "Estamos a ser mais generosos do que aquilo que estava em negociação", disse.    

A administradora Cristina Vaz Tomé adiantou que atualmente as negociações do AE incidem sobre a progressão da carreira, o suplemento de reforma e a antiguidade.

"A empresa gostaria que fosse implementado um sistema de avaliação de desempenho para todos", pelo que seria necessário "libertar" a progressão automática, adiantou a administradora. 

Atualmente, disse, a RTP tem 80 estagiários.

Gonçalo Reis considerou que há áreas onde a RTP vai ter de recrutar e apontou que dos 1.700 trabalhadores, "apenas 2% estão ligados ao online". "A RTP tem de ter programadores próprios", disse.

RTP poderá vir a deixar de pagar a comentadores políticos no ativo

Em resposta a uma questão do PSD sobre eventuais avenças milionárias de comentadores políticos na RTP, Gonçalo Reis sublinhou que "a decisão sobre debates políticos cabe à direção de informação", a qual está a preparar um conjunto de medidas nesta área, nomeadamente para que os debates sejam "cada vez mais plurais".

"Julgo que [a direção de informação] tem conduzido muito bem" este processo, afirmou Gonçalo Reis, sublinhando que esta tem vindo a "reformular a sua política para os debates", nomeadamente ao "fomentar debates cada vez mais plurais, abertos", em que "não deve haver políticos sozinhos em espaço de opinião, devem estar em confronto".

"A política que a direção de informação" está a desenvolver é de "não pagar tendencialmente a políticos no ativo", disse.

Estes novos princípios, que estão a ser trabalhados pelas direções de informação da televisão e da rádio, serão depois "plasmadas num livro de estilo" da RTP. 


Com Lusa
  • Europol deteve grupo que vendia euros falsos na Darkweb

    Mundo

    A Europol anunciou hoje a detenção de oito pessoas suspeitas de pertencerem a um grupo criminoso considerado como um dos maiores fornecedores de euros falsos vendidos online, no âmbito de uma operação realizada pelas autoridades italianas.