sicnot

Perfil

Economia

China ultrapassa Portugal nas importações em Angola

A China e a Coreia do Sul destronaram Portugal como principal fornecedor das importações angolanas, segundo a análise do Instituto Nacional de Estatística (INE) de Angola ao primeiro trimestre de 2015, consultada hoje pela Lusa. 

Arquivo

Arquivo

© SIPHIWE SIBEKO / Reuters

De acordo com o documento, relativo ao comércio externo, a Coreia do Sul foi o primeiro fornecedor de Angola neste período, com 137.619 milhões de kwanzas (1.034 milhões de euros) de vendas, caso aparentemente pontual, tendo em conta os registos anteriores substancialmente inferiores.  

 

Já a China viu as importações para Angola subirem mais de 134 por cento nos primeiros três meses do ano, face ao mesmo período de 2014, para 107.601 milhões de kwanzas (809,1 milhões de euros), tendo agora uma quota de 16,8%. 
 

Para trás, nesta lista do INE, fica Portugal - após vários anos a liderar -, que figura agora no terceiro lugar das origens das importações por Angola, com uma quota de 10,9% e 70.033 milhões de kwanzas (526,6 milhões de euros) de produtos vendidos no primeiro trimestre, traduzindo-se numa quebra homóloga de 2,1%. 

 

Nas exportações, a China mantém-se como principal destino dos produtos angolanos (essencialmente petróleo) ao exterior, com uma quota de 43,9% e 385.807 milhões de kwanzas (2.899 milhões de euros) de vendas, ainda assim uma quebra homóloga de 49,7%. 

 

Seguem-se países como a Índia (quota de 7,7%), Espanha (7,6%) e França (5,7%). Portugal figura no sexto lugar dos destinos das exportações angolanas entre janeiro e março deste ano, tendo comprado 33.263 milhões de kwanzas (250 milhões de euros) de produtos, equivalente a uma quota de 3,8%. 

 

Os ministros da Economia de Angola, Abraão Gourgel, e Portugal, António Pires de Lima, presidem a 22 de junho, em Luanda, à assinatura do memorando de entendimento de constituição do Observatório Empresarial dos dois países. 

 

De acordo com informação do Governo angolano, este observatório vai acompanhar os investimentos portugueses em Angola e angolanos em Portugal, e, no mesmo dia, além da criação formal, terá lugar em Luanda a sua primeira reunião anual. 

 

"O Observatório tem como função principal acompanhar os processos de análise de candidaturas de investimento, identificar obstáculos e selecionar vias ou instrumentos para ultrapassar os constrangimentos. E deverá também produzir, no final de cada exercício, uma contabilização dos fluxos de investimento", explicou no final de maio o Ministério da Economia angolano. 

 

A criação deste observatório insere-se no programa do primeiro Fórum Empresarial Angola-Portugal, que o Governo angolano afirma ser uma iniciativa para "promover as oportunidades de negócios num e noutro país", e apelando "ao estabelecimento e aprofundamento de parcerias entre empresas angolanas e portuguesas". 

 

No dia 23 de junho, o fórum propriamente dito vai reunir na capital angolana cerca de 400 empresários dos dois países para discutir investimentos comuns em Angola e Portugal. 

 

De acordo com informação da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), a organização desta primeira edição do fórum instituído pelos dois países será da responsabilidade do Ministério da Economia de Angola, em colaboração com a embaixada de Portugal e daquela entidade pública. 

 

Mais de 9.000 empresas de Portugal exportam atualmente para Angola e cerca de 2.000, angolanas, são participadas por capital português, segundo dados da AICEP. 



Lusa

  • Trump convida Putin a visitar EUA

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump convidou o homólogo russo a visitar a Casa Branca e Vladimir Putin ter-se-á mostrado disponível a visitar o país em breve, segundo a agência de notícia russa RIA Novosti que cita o chefe da diplomacia de Moscovo.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • Hoje é notícia 

    País

    O PSD leva a debate parlamentar a reprogramação do atual quadro comunitário, desafiando os partidos a pronunciarem-se sobre a proposta inicial do Governo, que considera "não servir o país". Os parceiros sociais e o Governo reúnem-se na Concertação Social para discutirem o Programa Nacional de Reformas. O Sporting de Braga procura alcançar o Sporting no 3º lugar da I Liga, ao defrontar o Marítimo na abertura da 31.ª jornada.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
    Mudar de Vida

    Mudar de Vida

    5ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    No "Mudar de Vida" desta quinta-feira damos a conhecer mais um caso de quem teve coragem de arriscar e procurar um novo futuro. Susana Moraes é uma economista que decidiu seguir a paixão pela dança. 

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16
  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC