sicnot

Perfil

Economia

Número de casais desempregados baixou 8,6% em maio

O número de casais em que ambos os cônjuges estavam em maio registados como desempregados foi de 10.957, o que representa uma diminuição de 8,6% em relação a maio de 2014 e de 4,8% relativamente a abril de 2015, divulgou hoje o IEFP.

O Instituto de Emprego e Formação Profissional acredita que o número pode vir a crescer tendo em conta a reação, quer por parte das empresas quer dos desempregados nesta fase de lançamento. (Arquivo)

O Instituto de Emprego e Formação Profissional acredita que o número pode vir a crescer tendo em conta a reação, quer por parte das empresas quer dos desempregados nesta fase de lançamento. (Arquivo)

Lusa

De acordo com a informação mensal do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), a diminuição de casais desempregados registados nos centros de emprego do continente representa 1.027 casais, em termos homólogos, e 556 casais, relativamente a abril.

O desemprego registado nos Centros de Emprego do Continente diminuiu 13,4% face ao período homólogo e 3,5% em relação ao mês de abril.

Relativamente aos desempregados casados ou em situação de união de facto, a diminuição face a maio de 2014 foi 15,6%, menos 45.351 desempregados, enquanto a variação face a abril de 2015 foi de 3,6%, menos 8.735 desempregados.

No final de maio de 2015, estavam registados nos Centros de Emprego do Continente 520 444 desempregados, dos quais 47,3% eram casados ou viviam em situação de união de facto, perfazendo um total de 254 913 pessoas.

Lusa
  • Parlamento chumba projeto do Bloco de Esquerda sobre emergência social
    2:16

    País

    O Parlamento chumbou o projeto do Bloco de Esquerda sobre emergência social. A proposta, debatida esta tarde, previa o aumento do salário mínimo nacional, a alteração do IVA de alguns bens e a diminuição do prazo para acesso ao subsídio de desemprego. Apesar da abstenção dos socialistas, o diploma acabou por ser chumbado pela maioria PSD/CDS.

  • Cavaco defende estabilidade política para consolidar crescimento económico
    2:06

    Economia

    No último dia de visita à Bulgária, Cavaco Silva mandou um recado para Lisboa. O Presidente da República disse que só com estabilidade política e governabilidade se pode manter a atual trajetória de descida do desemprego. As declarações foram feitas num dia em que, frente aos empresários búlgaros e portugueses, elogiou o trabalho do Governo nos últimos quatro anos e garantiu que o défice está controlado.