sicnot

Perfil

Economia

Manifestações em Bruxelas e Amesterdão em solidariedade com o povo grego

Cerca de 3.500 pessoas desfilaram hoje em Bruxelas e 350 em Amesterdão, em duas manifestações organizadas em solidariedade com o povo grego, confrontado com a austeridade, e na véspera de uma cimeira europeia crucial para a Grécia.

EPA

Em Amesterdão, na Holanda, o deputado europeu do Syriza e figura da resistência grega, Manolis Lezos, de 92 anos, falou aos manifestantes e pediu aos credores -- União Europeia e Fundo Monetário Internacional -- para darem um ano suplementar à Grécia.

"Esta crise foi causada pelo setor financeiro, não pelo povo grego. É o setor financeiro que deve pagar e não o povo grego", disse Manolis Lezos, citado pela agência de notícias francesa AFP.

Em Amesterdão, assim como em Bruxelas, capital da Bélgica, os manifestantes empunhavam bandeiras da Grécia, tendo cidadãos gregos se juntado às marchas, nas quais se ouviam palavras como: "Fim à chantagem da União Europeia".

Um dos responsáveis pela plataforma "Com os Gregos" disse a uma televisão belga que a "austeridade não está a funcionar e reduz os rendimentos dos pobres em nome do reembolso dos credores".











Lusa
  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.