sicnot

Perfil

Economia

Barreto Xavier defende plano estratégico de apoio às artes para evitar atrasos

Os programas de apoios às artes da Direção-Geral das Artes (DGArtes) devem ter "um plano estratégico plurianual" para que não haja atrasos na atribuição de verbas, defendeu hoje o secretário de Estado da Cultura.

Jorge Barreto Xavier, secretário de Estado da Cultura. (Lusa)

Jorge Barreto Xavier, secretário de Estado da Cultura. (Lusa)

Na última audição parlamentar desta legislatura, Jorge Barreto Xavier foi questionado sobretudo sobre os concursos de apoio às artes, o estatuto profissional dos bailarino e o plano estratégico para o eixo Belém-Ajuda, temas que originaram trocas de acusações entre partidos da coligação PSD-CDS/PP e os da oposição.

Sobre os apoios às artes, pela DGArtes, o secretário de Estado da Cultura lamentou os atrasos "verificados na concretização dos concursos".

"Não podemos ter estes atrasos sucessivos. É preciso um plano estratégico plurianual para que estas coisas não voltem a acontecer", disse Barreto Xavier, indo ao encontro de uma ideia já defendida na semana passada pela Associação de Profissionais das Artes Cénicas - Plateia.

A questão dos atrasos nos concursos foi chamada à audição parlamentar por causa dos apoios na modalidade bienal e anual, no valor de 3,9 milhões de euros, que foram lançados em dezembro de 2014. Os resultados finais foram enviados aos artistas a 29 de maio. E não houve fase de audiência de interessados para não adiar o processo de contratualização.

Jorge Barreto Xavier disse que "houve cortes não desejados no apoio às artes" e que a tutela "tentou compensar esses cortes".

"Em 2014 fomos ao Fundo de Fomento Cultural. Foi por isso que o concurso só abriu no final do ano", disse, referindo que foram transferidos 900.000 euros desse fundo para os concursos.

Questionado pelos deputados, Barreto Xavier sublinhou que "não há condições financeiras para um concurso extraordinário da DGArtes para 2015", para responder às estruturas culturais que foram excluídas dos concursos anteriores.

Na audição, o responsável pela cultura afirmou que foi retirado o projeto de lei sobre o estatuto profissional do bailarino, um dia depois dos bailarinos da Companhia Nacional de Baliado ter apresentado um pré-aviso de greve.

Barreto Xavier garantiu que a temporada 2015/2016 do Teatro Nacional de São Carlos será apresentada em julho, mas não confirmou a contratação do programador inglês Patrick Dickie para consultor artístico.

O secretário de Estado da Cultura anunciou ainda que a ampliação do Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, em Lisboa, fica concluída com a inauguração dos espaços alargados a 15 de julho.






Lusa
  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.