sicnot

Perfil

Economia

Metro de Lisboa avança com ligação à Reboleira

O Metropolitano de Lisboa adjudicou as obras do prolongamento da linha azul à Reboleira, na Amadora, e prevê concluir a ligação à linha ferroviária de Sintra até ao final do ano, informou a empresa. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

"Estão a ser desenvolvidos todos os esforços para que seja possível realizar a abertura à exploração até ao final deste ano", confirmou à Lusa a assessoria de imprensa do metro, esclarecendo que a empreitada no troço Amadora Este/Reboleira foi adjudicada por 8,795 milhões de euros. 

 

A presidente da Câmara da Amadora, Carla Tavares (PS), congratulou-se com o arranque da obra, que considerou "determinante para a mobilidade na zona norte da Área Metropolitana [de Lisboa] e para os concelhos da Amadora e de Sintra".  


Segundo a assessoria do metro, a empreitada contempla diversas especialidades, principalmente "de construção civil, baixa-tensão, telecomunicações, via-férrea, eletromecânica e arranjos exteriores à superfície, na zona adjacente à estação, na Rua das Indústrias e no Parque Armando Romão". 


Na primeira fase foram investidos cerca de 45 milhões de euros no túnel com 579,2 metros, desde Amadora Este, e na estação e zona terminal da Reboleira, mas os trabalhos foram suspensos devido a problemas de financiamento. 

 

No estudo de impacte ambiental do prolongamento do metro à Reboleira, de 2007, previa-se a abertura à exploração em agosto de 2010, mas a suspensão da obra adiou a entrada ao serviço "para dezembro de 2015", não existindo ainda garantias de que o projeto seja comparticipado por fundos comunitários. 

 

A transportadora salienta que o prolongamento se insere "na estratégia de reforço da intermodalidade com a ferrovia e assegurará a ligação da Linha Azul com a linha de comboios de Sintra". 

 

O estudo de viabilidade económica do empreendimento prevê que, com o rebatimento da linha ferroviária de Sintra, "a procura gerada pela futura estação da Reboleira seja de cerca de quatro milhões de passageiros/ano". 

 

A autarca da Amadora revelou que a câmara vai aprovar em julho o concurso para intervir na Avenida D. Carlos I, "com um investimento de 600 mil euros, para a requalificação entre o [Bingo do] Estrela da Amadora e a estação da Damaia". 

 

"Havendo este investimento da ligação do metro à ferrovia, também investimos para trazer mais segurança ao espaço público, para que as pessoas se sintam mais motivadas a usar o transporte público", frisou Carla Tavares. 

 

A presidente da autarquia explicou que a intervenção na D. Carlos I "vai aumentar o estacionamento, reforçar a iluminação pública, criar zonas de estadia e fazer a ligação da pista de caminhada da Reboleira" ao centro da cidade. 

 

"Esta zona vai ter quase mil lugares de estacionamento", contabilizou o vereador da Mobilidade e Obras Municipais¸ Gabriel Oliveira (PS). 

 

O projeto municipal quer potenciar os 600 lugares do parque de estacionamento da Infraestruturas de Portugal (ex-Refer), os 200 lugares junto ao Bingo, os 100 lugares junto ao interface da Reboleira, os 50 lugares na D. Carlos I e outros nas pracetas envolventes. 


A ligação do metro aos comboios será coberta e, junto ao interface, serão criados dez terminais para autocarros, e mais quatro nas proximidades, adiantou o vereador. 

 

O projeto viário foi reformulado para três vias, devido a constrangimentos com prédios na Damaia, mas o acesso à nova estação intermodal será facilitado para autocarros e automóveis. 

 

A linha azul do metropolitano passará a ter uma extensão de 13,7 quilómetros, com 18 estações entre a Reboleira e Santa Apolónia (Lisboa). 

 


Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.