sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores da TAP não vão desistir de reverter o processo de privatização

Trabalhadores da TAP não vão desistir de reverter o processo de privatização

A comissão de Trabalhadores da TAP diz que vai continuar a lutar para travar o processo de privatização da companhia aérea. Concentrados junto ao Ministério da Economia, em Lisboa, os representantes dos trabalhadores dizem que não acreditam nas promessas dos novos donos da empresa e querem evitar o que consideram ser um crime para a economia do país.

  • Ministra das Finanças reitera que venda é a única solução para a TAP
    0:53

    Economia

    A ministra das Finanças diz que a venda de 61% da TAP ao consórcio da Gateway é a única solução para manter a companhia aérea tal como a conhecemos hoje. Maria Luís Albuquerque sublinha que esta é a única forma de garantir a continuidade do serviço público e manter o valor estratégico que reoresenta na economia do país.

  • Humberto Pedrosa diz que quer fazer da TAP a melhor companhia da Europa
    1:02

    Economia

    O empresário português Humberto Pedrosa, que integra o consórcio que venceu a corrida à privatização da TAP, afirmou hoje que quer tornar a companhia aérea na melhor da Europa e que está nos negócios "para ficar". O dono do grupo Barraqueiro, que hoje assinou o contrato para a venda de 61% da TAP juntamente com o empresário norte-americano e brasileiro David Neeleman, garantiu que está empenhado em transformar a TAP num projeto de longo prazo, ambicioso, "mas sólido e realista" e que quer fazer da companhia "a melhor da Europa".

  • Incêndio destrói igreja em Ponte da Barca
    1:49

    País

    Um incêndio destruiu na última madrugada a Igreja de Lavradas, em Ponte da Barca. A Polícia Judiciária de Braga está a investigar as causas do fogo, mas tudo aponta para um curto-circuito.

  • Bairro em Loures não tem luz há mais de um ano
    2:30

    País

    O bairro da Torre, junto ao aeroporto de Lisboa mas ainda no concelho de Loures, não tem eletricidade nem nos postes, nem nas casas. A EDP e os moradores nunca chegaram a acordo para uma solução de pagamento coletivo e a empresa, para acabar com as puxadas eléctricas ilegais, decidiu cortar de vez o abastecimento há mais de um ano.