sicnot

Perfil

Economia

Taxistas manifestam-se em França contra "concorrência selvagem"

galeria de fotos

Centenas de táxis convergiram hoje para os aeroportos e principais vias de circulação de Paris e das principais cidades francesas para denunciar a "concorrência selvagem" da aplicação móvel UberPOP, de transporte privado, criando fortes perturbações no trânsito.

© Charles Platiau / Reuters

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

© Charles Platiau / Reuters

© Charles Platiau / Reuters

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

© Charles Platiau / Reuters

© Charles Platiau / Reuters

© Charles Platiau / Reuters

© Charles Platiau / Reuters

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

© Charles Platiau / Reuters

Num clima tenso, segundo a agência de notícias francesa AFP, centenas de táxis concentraram-se, logo às primeiras horas da manhã, em torno do aeroporto Roissy-Charles-De-Gaulle, a norte de Paris, bloqueando os acessos a três terminais.

Na capital francesa, os acessos à Gare du Nord (estação de comboios) estavam também bloqueados pela ação dos motoristas de táxi, relatou a AFP.

"O objetivo é ocupar o espaço", declarou o responsável da central sindical CGT Karim Asnoun. Abdel Ghalfi, do sindicato CFDT, disse que os taxistas pretendem fazer passar "mensagens fortes", até porque se "viram obrigados a passar a uma fase de radicalismo" no protesto.

Cerca das 05:00 de Lisboa, as forças antimotim foram obrigadas a intervir para desimpedir a via circular de Paris ("le périphérique"), que estava bloqueada numa das suas 'portas' mais utilizadas, a oeste, perante um cheiro a fumo e num ambiente de explosões de petardos e de caixotes do lixo tombados.

No "périphérique", um motorista de VTC (viaturas de transporte com condutor) viu os seus pneus furados e foi obrigado a sair da sua carrinha, que os grevistas tentaram em seguida virar, antes da intervenção das forças de segurança, relatou um jornalista da AFP.

Em Toulouse (sudoeste de França), uma quarentena de táxis bloqueavam o case à estação de comboios cerca das 06:00 e uma centenas de outros retardavam o acesso ao aeroporto.

Em Marselha, no sul, a mobilização dos taxistas perturbou a circulação nas vias de acesso ao aeroporto, numa altura em que uma centena de veículos "filtravam" a entrada num túnel rodoviário.

Os taxistas, que respondem ao apelo á mobilização do conjunto dos seus sindicatos, exigem a suspensão do serviço UberPOP e a aplicação das leis que proíbem o transporte clandestino de passageiros.

Lusa
  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.