sicnot

Perfil

Economia

Ministério da Economia nega pedido de análise do programa do PS

O Ministério da Economia assegurou esta sexta-feira que o gabinete do ministro Pires de Lima não pediu aos serviços por si tutelados que analisassem o programa eleitoral do PS.

O ministro da Economia, Pires de Lima. (Arquivo)

O ministro da Economia, Pires de Lima. (Arquivo)

TIAGO PETINGA / Lusa

"Do gabinete do Ministro da Economia não houve qualquer pedido feito aos serviços, mas irá, em nome da transparência e do rigor, averiguar se houve alguma solicitação indevida por parte de outros serviços", diz o esclarecimento escrito enviado pelo Ministério à agência Lusa. 

O líder parlamentar socialista exigiu hoje imediatas explicações do primeiro-ministro sobre a possibilidade de altos quadros da administração pública estarem a ser "instrumentalizados" para a luta política, recebendo ordens superiores para analisarem o programa eleitoral do PS.

Esta posição foi assumida em conferência de imprensa por Ferro Rodrigues, depois de o Diário de Notícias ter noticiado que a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, estará a usar dirigentes da administração pública "para fins eleitorais".

 "Estamos perante uma situação gravíssima e sem paralelo na democracia portuguesa. O primeiro-ministro tem de dar urgentemente explicações se esta situação está localizada no Ministério da Justiça ou se, tal como o PS apurou, se pode estender a outros ministérios", declarou Ferro Rodrigues.

Na conferência de imprensa, Ferro Rodrigues disse que a ministra da Justiça confirmou no parlamento o caso "de instrumentalização da administração pública para a luta político-partidária contra o PS", embora remetendo a responsabilidade para terceiros.

"O PS dispõe de informações de que aquilo que se passou não se limitou ao Ministério da Justiça, abrangendo vários, tal como o Ministério de Economia. A conclusão que se tira é que há uma responsabilidade política ao mais alto nível do Governo e, como tal, o primeiro-ministro não pode deixar de dar uma explicação sobre o que se está a passar", sustentou o líder da bancada socialista.
Lusa
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.