sicnot

Perfil

Economia

Ministério da Economia nega pedido de análise do programa do PS

O Ministério da Economia assegurou esta sexta-feira que o gabinete do ministro Pires de Lima não pediu aos serviços por si tutelados que analisassem o programa eleitoral do PS.

O ministro da Economia, Pires de Lima. (Arquivo)

O ministro da Economia, Pires de Lima. (Arquivo)

TIAGO PETINGA / Lusa

"Do gabinete do Ministro da Economia não houve qualquer pedido feito aos serviços, mas irá, em nome da transparência e do rigor, averiguar se houve alguma solicitação indevida por parte de outros serviços", diz o esclarecimento escrito enviado pelo Ministério à agência Lusa. 

O líder parlamentar socialista exigiu hoje imediatas explicações do primeiro-ministro sobre a possibilidade de altos quadros da administração pública estarem a ser "instrumentalizados" para a luta política, recebendo ordens superiores para analisarem o programa eleitoral do PS.

Esta posição foi assumida em conferência de imprensa por Ferro Rodrigues, depois de o Diário de Notícias ter noticiado que a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, estará a usar dirigentes da administração pública "para fins eleitorais".

 "Estamos perante uma situação gravíssima e sem paralelo na democracia portuguesa. O primeiro-ministro tem de dar urgentemente explicações se esta situação está localizada no Ministério da Justiça ou se, tal como o PS apurou, se pode estender a outros ministérios", declarou Ferro Rodrigues.

Na conferência de imprensa, Ferro Rodrigues disse que a ministra da Justiça confirmou no parlamento o caso "de instrumentalização da administração pública para a luta político-partidária contra o PS", embora remetendo a responsabilidade para terceiros.

"O PS dispõe de informações de que aquilo que se passou não se limitou ao Ministério da Justiça, abrangendo vários, tal como o Ministério de Economia. A conclusão que se tira é que há uma responsabilidade política ao mais alto nível do Governo e, como tal, o primeiro-ministro não pode deixar de dar uma explicação sobre o que se está a passar", sustentou o líder da bancada socialista.
Lusa
  • E vão quatro de Ronaldo
    1:58
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Lançamento de balões no São João do Porto em risco

    País

    Lançar balões nas festas do São João do Porto pode não ser possível este ano, tudo irá depender das condições atmosféricas. A Secretaria de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural admitiu, esta quarta-feira, que está a acompanhar a situação mas que ainda nada está decidido.