sicnot

Perfil

Economia

Pires de Lima informa PGR da existência de indíviduo que se faz passar por seu representante

O ministro da Economia informou hoje a Procuradora-Geral da República que foi advertido de que um indivíduo que se identifica como seu representante se terá aproximado do consórcio vencedor da privatização da TAP para obter vantagens económicas.

António Pires de Lima, ministro da Economia (LUSA/ ARQUIVO)

António Pires de Lima, ministro da Economia (LUSA/ ARQUIVO)

LUSA

Esta informação foi hoje divulgada em comunicado pelo gabinete de António Pires de Lima, que acrescenta que a mesma pessoa terá também contactado um responsável pelo processo de subconcessão do Metro e da Carris. 

"O gabinete do ministro da Economia informa que o ministro da Economia relatou formalmente, hoje, dia 30 de junho, à senhora Procudora Geral da República, ter sido advertido, por pessoas das suas relações que reputa como idóneas e fidedignas, que um indivíduo, identificando-se como representante" do governante, "e alegado atuar em seu nome, ter-se-á aproximado de pessoas responsáveis pelo consórcio vencedor da reprivatização da TAP, bem como de um responsável direto pelo processo de subconcessão do Metropolitano de Lisboa e da Carris, pretensamente com o objetivo de obter para si vantagens económicas". 

Esta é uma "situação lamentável a que o Ministério da Economia é obviamente alheio", garante o gabinete, adiantando que a informação foi comunicada à Procuradoria-Geral da República (PGR) "para que as autoridades possam adotar todos os procedimentos legais que em seu juízo se mostrem adequados", adianta o gabinete de Pires de Lima, em comunicado. 

"O ministério da Economia tudo fará para que as melhores práticas em matéria de transparência, lisura e rigor continuem a caracterizar os processos de privatização da TAP e das subconcessões dos serviços de transporte", concluiu.

 

 

 

 

Lusa

 

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.