sicnot

Perfil

Economia

Empresas gastam 275 horas por ano para pagar impostos e contribuições

As empresas nacionais gastam em média 275 horas para pagar impostos e contribuições, o quinto valor mais alto da União Europeia, revela o estudo "Três Décadas de Portugal Europeu: Balanço e perspetivas", que vai ser hoje apresentado em Lisboa. 

© Dado Ruvic / Reuters

O sistema tributário português é um dos fatores que o relatório, coordenado pelo economista Augusto Mateus, aponta entre as limitações à atividade empresarial, a par da ineficiência do sistema de justiça e da excessiva burocracia.

Basta apenas um dia para abrir uma empresa, mas são necessários, em média, dois anos para concluir um processo de insolvência, exemplifica o estudo.

O prazo de pagamento do Estado aos seus fornecedores é outro dos fatores "que limita o desempenho das empresas, colocando mesmo, por vezes, em causa a sua própria viabilidade financeira". 

Em Portugal, o prazo médio de pagamento do setor público é de 133 dias, ficando ainda assim abaixo dos dias de espera em Espanha (155), na Grécia (159) e em Itália (170).

Também o trabalho por conta própria é mais relevante em Portugal do que na União Europeia, com uma quota nacional em torno dos 15% ao longo dos últimos 28 anos.

Portugal é o terceiro Estado-membro em que a relevância dos trabalhadores por conta própria empregadores é maior e destaca-se também pelo empreendedorismo, sendo os empreendedores nacionais mais velhos, menos qualificados e mais orientados para a indústria transformadora e para a restauração e alojamento.

Trinta anos após entrar na comunidade europeia, Portugal nunca teve uma população tão escolarizada, mas lidera também o grupo de países em que a vantagem de concluir o ensino superior é menor, apesar do desemprego ter afetado de forma mais acentuada as pessoas com menos qualificações.

Em 2013, dois milhões de pessoas tinham pelo menos o ensino secundário e mais de um milhão um grau académico superior. 

O número de indivíduos que anualmente concluem o ensino secundário passou de 76 mil em 2008 para 128 mil em 2009, estabilizando acima dos 110 mil em 2012, uma "aceleração" que o estudo diz ter sido "inflacionada por processos de certificação e reconhecimento de competências muito díspares no seu rigor que minaram a confiança nos respetivos resultados".

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.