sicnot

Perfil

Economia

Problemas técnicos forçam paragem da bolsa de Nova Iorque

A bolsa de Nova Iorque interrompeu esta quarta-feira as negociações devido a uma falha técnica ocorrida por volta das 11:32 (16:32 em Lisboa) e que está a ser analisada, segundo avança o canal de informação CNBC.

A bolsa de Nova Iorque é a principal plataforma negocial de Wall Street. (Arquivo)

A bolsa de Nova Iorque é a principal plataforma negocial de Wall Street. (Arquivo)

© Carlo Allegri / Reuters

Na sua página eletrónica, o Wall Street anunciou a suspensão das operações às 11:51 (16:51 em Lisboa), acrescentando que "informação adicional será disponibilizada assim que possível".

Minutos mais tarde, disse que as operações eletrónicas nos mercados ARCA e AMEX não foram afetadas.

De acordo com um porta-voz do Ministério da Segurança Interna (DHS, na sigla em inglês), dos EUA, "não há atualmente nenhuma evidência de atividade criminosa". 

"Vamos continuar a investigar", acrescentou.

Há mesma hora, o índice Dow Jones Industrial Average caiu 1,19% (211,98 pontos) e o S&P 600 cerca de 1,33%. 

Desde o início da sessão, o Wall Street sofreu problemas técnicos, que foram solucionados às 10:32 (17:32 em Lisboa). No entanto, minutos depois as operações tiveram mesmo que ser interrompidas. 

Segundo indicou a CBNC, não existem provas de que se trata de um ataque cibernético, ainda que a interrupção nos mercados em Wall Street tenha coincidido com um bloqueio da página eletrónica do jornal Wall Street.

Lusa

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • O mapa das vítimas dos incêndios
    1:19

    País

    Aumentou para 37 o número de mortes na sequência dos fogos que assolaram a zona Centro do país desde o fim de semana. Feridos são pelo menos 71. Atualizamos aqui o mapa, segundo o último balanço da Proteção Civil.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • "Temos que cuidar dos feridos, temos que recuperar os territórios"
    1:02

    País

    O primeiro-ministro disse hoje que, depois das chamas apagadas, agora é o tempo de passar das palavras aos atos, de decidir e executar. Após uma visita a feridos dos incêndios, em Coimbra, António Costa confirmou que o Conselho de Ministros do próximo sábado vai transformar em medidas as recomendações feitas pela comissão técnica independente.

  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06