sicnot

Perfil

Economia

Governo avança com privatização da CP Carga e da EMEF

O Conselho de Ministros deu esta manhã mais um passo nos processos de privatização da CP Carga e da EMEF.

SIC

Governo vai negociar proposta de compra da EMEF com grupo francês Alstom

Lisboa, 09 jul (Lusa) -- O Governo aprovou hoje a passagem à fase de negociações da proposta do grupo francês Alstom no processo de privatização da EMEF - Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, deixando pelo caminho a proposta da alemã Bavaria.

"Apesar do processo de reprivatização da EMEF ter motivado o interesse por parte de 11 potenciais investidores, apenas a proposta apresentada pela Alstom Transport Holdings, B.V., reúne condições de base para o cumprimento das exigências do caderno de encargos", anunciou hoje o Governo, em comunicado, na sequência do Conselho de Ministros.

No dia 30 de junho, prazo limite para a entrega de propostas à alienação da EMEF, a CP recebeu duas propostas no âmbito da alienação da empresa de manutenção: da francesa Alstom e da alemã Bavaria.

O grupo francês Alstom, criador do TGV, é um dos principais construtores de comboios do mundo.

Governo vai negociar propostas com três dos quatro candidatos à compra da CP Carga

O Governo anunciou que as propostas da Atena Equity Partners SCR, S.A., Cofihold Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A., e da Mediterranean Shipping Company Rail (Portugal) Operadores Ferroviários S.A contêm atributos que permitem presumir que possam ainda vir a ser melhoradas no decurso do processo negocial, propondo-se, em consequência, o convite dos respetivos proponentes para uma fase de negociações.

Pelo caminho ficou a proposta da Spring Watter Capital LLC, fundo de investimento com centros administrativos em Genebra e Luxemburgo.

A Cofihold pertence ao grupo que controla a Cofina, dono do Jornal de Negócios, Correio da Manhã e Sábado, a Altri e a F. Ramada (indústria), enquanto a MSC gere uma rede logística de contentores e é um dos principais clientes da CP Carga.

Já Atena é uma sociedade gestora de Private Equity portuguesa dedicada exclusivamente a investimentos em situações especiais.

A privatização da CP Carga estava prevista no programa de privatizações do Governo, que defende que a empresa de transporte de mercadorias não pode ser mantida na esfera pública.

A alienação da CP Carga prevê a venda direta de até 100 % das ações representativas do respetivo capital social e de uma oferta pública de venda destinada aos trabalhadores desta sociedade, de até 5 % do capital social daquela sociedade.

Lusa

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15