sicnot

Perfil

Economia

Toyota chama à revisão 625 mil híbridos em todo o mundo devido a falha de software

O fabricante automóvel Toyota Motor chamou hoje à revisão cerca de 625 mil carros híbridos em todo o mundo devido a uma falha de software que pode reduzir o poder motriz e fazer mesmo com que pare.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

Reuters

A empresa, considerada o maior fabricante automóvel mundial, com sede em Aichi (centro do Japão), informou que a avaria não provocou qualquer acidente, nem ferimentos aos ocupantes.

O defeito afeta os modelos Prius + (comercializado como Prius V ou Prius Alfa, em determinados mercados) e o Auris híbrido, fabricados entre maio de 2010 e novembro de 2014.

Do total, 160 mil foram comercializados na Europa, 120 mil na América do Norte e aproximadamente 340 mil no Japão, enquanto os restantes 5000 foram vendidos em África e em outros mercados.

A atual configuração de software destes automóveis pode causar um sobreaquecimento de transístores, que, se danificados, podem levar, em primeiro lugar, ao acender de várias luzes de aviso, segundo a Toyota.

Na maioria dos casos, o veículo entraria em "modo de segurança", o que reduz a força motriz do carro e permite conduzi-lo apenas por uma distância limitada.

Em última instância, explica a Toyota, o sistema hibrido desativar-se-ia e o automóvel ficaria parado.

A empresa explicou que as viaturas afetadas devem ser levadas aos concessionários em que foram adquiridos, onde será efetuada uma atualização do software, operação estimada em cerca de meia hora.

O problema foi detetado numa altura em que a Toyota, a par com outros fabricantes japoneses, tem ainda muito presente as massivas chamadas à revisão devido a avarias nos 'airbags' da companhia Takata, que terão estado na origem de pelo menos oito mortes.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.