sicnot

Perfil

Economia

Toyota chama à revisão 625 mil híbridos em todo o mundo devido a falha de software

O fabricante automóvel Toyota Motor chamou hoje à revisão cerca de 625 mil carros híbridos em todo o mundo devido a uma falha de software que pode reduzir o poder motriz e fazer mesmo com que pare.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

Reuters

A empresa, considerada o maior fabricante automóvel mundial, com sede em Aichi (centro do Japão), informou que a avaria não provocou qualquer acidente, nem ferimentos aos ocupantes.

O defeito afeta os modelos Prius + (comercializado como Prius V ou Prius Alfa, em determinados mercados) e o Auris híbrido, fabricados entre maio de 2010 e novembro de 2014.

Do total, 160 mil foram comercializados na Europa, 120 mil na América do Norte e aproximadamente 340 mil no Japão, enquanto os restantes 5000 foram vendidos em África e em outros mercados.

A atual configuração de software destes automóveis pode causar um sobreaquecimento de transístores, que, se danificados, podem levar, em primeiro lugar, ao acender de várias luzes de aviso, segundo a Toyota.

Na maioria dos casos, o veículo entraria em "modo de segurança", o que reduz a força motriz do carro e permite conduzi-lo apenas por uma distância limitada.

Em última instância, explica a Toyota, o sistema hibrido desativar-se-ia e o automóvel ficaria parado.

A empresa explicou que as viaturas afetadas devem ser levadas aos concessionários em que foram adquiridos, onde será efetuada uma atualização do software, operação estimada em cerca de meia hora.

O problema foi detetado numa altura em que a Toyota, a par com outros fabricantes japoneses, tem ainda muito presente as massivas chamadas à revisão devido a avarias nos 'airbags' da companhia Takata, que terão estado na origem de pelo menos oito mortes.

  • 2,1%. As reações ao défice de 2016

    Economia

    O défice orçamental ficou mesmo nos 2,1% do PIB. Os partidos já reagiram àquele que é o valor mais baixo em democracia.

  • Comboios Alfa vão ter bancos com tomadas elétricas e wi-fi
    2:06
  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Nus e acorrentados em frente a Auschwitz

    Mundo

    Catorze pessoas com idades entre os 20 e os 27 anos despiram-se e acorrentaram-se em frente ao portão de Auschwitz, antigo campo de concetração nazi na Polónia, depois de terem degolado um carneiro. Ninguém sabe ainda porquê.

  • A coleção de gerigonças de Ana Catarina Mendes
    1:51
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33
  • Viaduto de Alcântara condicionado
    1:36

    País

    O viaduto de Alcântara, em Lisboa, continua com o trânsito condicionado mas apenas sobre o tabuleiro e no sentido Alcântara Terra - Alcântara Mar. A circulação só será reposta depois de uma nova vistoria, ainda sem data marcada.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07