sicnot

Perfil

Economia

Salgado acusa BdP de ter feito cair o BES com a ajuda do Governo

O ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), Ricardo Salgado, acusou o Banco de Portugal de ter feito cair a instituição com o apoio do Governo, salientando que, sem a intervenção do regulador, esta "não teria colapsado".

© Rafael Marchante / Reuters

As acusações constam de um documento com 432 páginas assinado pelo escritório de advogados Uría Menéndez-Proença de Carvalho, a que o Diário de Notícias e que o Diário Económico tiveram acesso e que é uma resposta ao processo de contraordenação aberto pelo Banco de Portugal.

No documento, que visa contestar as acusações de que Ricardo Salgado é alvo, é questionada a resolução aplicada ao BES e comunicada ao país a 03 de agosto do ano passado.

A 03 de agosto, o BdP tomou o controlo do BES, após a apresentação de prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades: o chamado 'banco mau' (um veículo que mantém o nome BES e que concentra os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas) e o banco de transição que foi designado 'Novo Banco'.

No documento hoje publicado na imprensa, a defesa do ex-banqueiro diz que o "BES não faliu. Foi obrigado a desaparecer pelo Banco de Portugal [BdP], com o apoio do Governo de Portugal, liderado pelo doutor Pedro Passos Coelho".

É também referido que o "sucesso do desaparecimento do BES foi recompensado com a recondução de Carlos Costa" no Banco de Portugal, sugerindo que, para futuro, "quem sabe, até pode ser designado administrador do Banco Central Europeu".

A defesa de Ricardo Salgado diz que o supervisor "não pode ajuizar" este caso, considerando que o "processo terá de ser dirimido num tribunal, uma vez que o BdP foi protagonista e estará agora no papel de juiz".

O Diário de Notícias adianta que, "noutro processo que impende sobre Ricardo Salgado, a defesa levantou um incidente de suspeição sobre o BdP, que será avaliado por um tribunal.

No documento citado é também destacado que, "se houve gestão ruinosa, essa não foi praticada por Ricardo Salgado" e o regulador é" responsabilizado por travar o processo de reembolso dos clientes do papel comercial".

A defesa do ex-presidente da comissão executiva do banco acusa também o BdP de não "avisar a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários [CMVM] de que iria proceder à resolução, deixando investidores a comprar e a vender ações do BES, que dias depois valeriam zero".

No documento é também apontado o dedo a Carlos Costa por "desconsiderar em absoluto as propostas de investimento privado no BES, apresentadas pela Black-stone&Weil e pela Third Point LLC, ainda em julho do ano passado e que poderiam ter evitado a resolução".

Ricardo Salgado faz ainda acusações ao BdP no que diz respeito ao conflito de interesses que lhe imputou quando era simultaneamente administrador do BES e da Espírito Santo International (ESI), responsável pela colocação do papel comercial aos clientes do banco.

Ricardo Salgado lembra que outros administradores tinham esse duplo papel, incluindo José Maria Ricciardi, que não foi acusado do mesmo conflito de interesses.

No documento, a defesa de Ricardo Salgado adianta que o contabilista da ESI, Francisco Machado da Cruz, apresentou ao longo de todo o processo referente ao BES e ao GES seis versões dos problemas da sociedade com sede no Luxemburgo, motivo pelo qual os testemunhos são atacados em cerca de 50 páginas.

Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC