sicnot

Perfil

Economia

Taxa de emprego aumenta em Portugal, mas menos do que na OCDE no 1º trimestre

A taxa de emprego no primeiro trimestre aumentou em Portugal 0,1 pontos para 63,2%, inferior à registada na OCDE, que no mesmo período subiu 0,2 pontos percentuais, oitavo acréscimo trimestral consecutivo, para 66,1%, foi anunciado.

reuters

Depois de ter atingido 68,3% no segundo trimestre de 2008, a taxa de emprego tem estado sempre a subir pelo menos desde o último trimestre de 2013.

Os aumentos das taxas de emprego no conjunto da OCDE foram diversos consoante os países. As taxas de emprego aumentaram na zona euro (0,2 pontos para 64,2%), no Reino Unido (0,4 pontos para 72,6%), nos Estados Unidos (0,1 pontos para 68,6%) e no Japão (0,1 pontos para 73%).

Nos outros Estados, o maior acréscimo trimestral foi registado na Islândia (1,9 pontos para 84,1%), na Turquia (0,6 pontos para 50,1%), no México (0,5 pontos para 60,7%) e na Hungria (0,5 pontos para 63%).

Segundo os mesmos dados, a taxa de emprego dos homens no primeiro trimestre no seio da OCDE subiu mais rapidamente do que a das mulheres, já que a primeira aumentou 0,2 pontos para 74% e a segunda registou um acréscimo de 0,1 pontos para 58,2%.

Em Portugal, enquanto a taxa de emprego no primeiro trimestre se manteve inalterada para as mulheres em 60,1%, a dos homens subiu 0,3 pontos percentuais para 66,5%, indicam ainda os dados da OCDE.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.