sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores da CP Carga em greve contra privatização

Os trabalhadores da CP Carga estão hoje em greve contra a privatização da empresa, no mesmo dia em que os ferroviários se manifestam junto à sede da CP, em Lisboa.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

MIGUEL A. LOPES

"Este vai ser mais um dia de protesto e denúncia relativamente às consequências das privatizações no setor ferroviário", disse à Lusa o coordenador da Federação dos Sindicatos dos Transportes (Fectrans), José Manuel Oliveira.

O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, participa na concentração de trabalhadores e reformados ferroviários.

Esta concentração e a greve na CP Carga realiza-se na sequência de um conjunto de lutas que a FECTRANS tem promovido "contra a privatização da EMEF e da CP Carga, pela defesa das empresas públicas" e pelo regresso "de todo o sector ferroviário a uma empresa pública que faça a gestão de todos os sectores de actividade do sistema ferroviário".

Na semana passada os trabalhadores da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF) do Entroncamento fizeram uma greve de duas horas em protesto contra a privatização da empresa e nas últimas semanas os ferroviários fizeram várias vigílias junto a várias estações ferroviárias com o mesmo objetivo.

O Governo aprovou a passagem à fase de negociações da proposta do grupo francês Alstom no processo de privatização da EMEF - Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, deixando pelo caminho a proposta da alemã Bavaria.

O grupo francês Alstom, criador do TGV, é um dos principais construtores de comboios do mundo.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.