sicnot

Perfil

Economia

Empresa portuguesa eleita melhor produtora de vinhos do mundo

A empresa portuguesa Sogrape Vinhos foi eleita a melhor produtora vitivinícola a nível mundial de 2015 pela Associação Mundial de Críticos e Jornalistas de Vinhos e Bebidas Espirituosas.

Depois da quarta posição alcançada em 2014, a Sogrape Vinhos surge este ano no primeiro lugar do pódio, à frente da empresa norte-americana Ernest and Julio Gallo Family (2.º) e da francesa Vranken Pommery Monopole Heidsieck (3.º). (Arquivo)

Depois da quarta posição alcançada em 2014, a Sogrape Vinhos surge este ano no primeiro lugar do pódio, à frente da empresa norte-americana Ernest and Julio Gallo Family (2.º) e da francesa Vranken Pommery Monopole Heidsieck (3.º). (Arquivo)

© Regis Duvignau / Reuters

A associação escolhe todos os anos as 100 melhores produtoras de vinhos a nível mundial, baseando-se em critérios de análise muito rigorosos, nomeadamente a avaliação dos prémios conquistados por cada produtor num conjunto selecionado de concursos internacionais realizados ao longo do ano, informa, em comunicado, a Sogrape.

"A participação da Sogrape Vinhos em 10 dos 75 concursos avaliados resultou em 131 prémios, num total de mais de 3.000 pontos calculados de acordo com a importância das medalhas em causa e conferindo-lhe assim um destacado primeiro lugar nesta importante lista", acrescenta.

Depois da quarta posição alcançada em 2014, a Sogrape Vinhos surge este ano no primeiro lugar do pódio, à frente da empresa norte-americana Ernest and Julio Gallo Family (2.º) e da francesa Vranken Pommery Monopole Heidsieck (3.º).

"É com grande satisfação e orgulho que recebemos esta distinção, que mostra o reconhecimento internacional pelo caminho que temos prosseguido nos últimos anos para ser uma referência ibérica de vinhos de qualidade", disse o presidente da empresa, Fernando da Cunha Guedes,

Detentora de marcas como Mateus Rosé, Gazela, Sandeman e Casa Ferreirinha, a Sogrape Vinhos também produz vinhos na Argentina, Chile, Espanha e Nova Zelândia, está presente nas principais regiões vitivinícolas portuguesas e exporta para mais de 120 mercados.

Portugal tem mais cinco empresas na lista dos 100 melhores produtores de vinhos de 2015: a Symington Family Estates (14º), a Casa Ermelinda Freitas (22.º), a Casa Santos Lima (57.º), a Adega Cooperativa de Cantanhede (89.º) e a Companhia das Quintas (99.º).

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.