sicnot

Perfil

Economia

Jerónimo crítica Governo por esquecer emprego liquidado antes de 2013

O secretário-geral do PCP criticou hoje, em Vila Real, o Governo por só contar os cerca de 170 mil empregos criados desde 2013 e esquecer os 260 mil postos de trabalho "liquidados" nos dois anos anteriores.

OCT\303\201VIO PASSOS

"Ainda hoje Passos Coelho vem dizer que, desde 2013, criaram 170 mil postos de trabalho. Podíamos dizer que esse emprego criado é um emprego com falta de qualidade, precário e sem direitos, mas o que mais leva à nossa crítica é que um Governo que está há quatro anos faz as contas do desemprego só dos dois últimos anos", salientou Jerónimo de Sousa.

O líder comunista comentava a notícia divulgada pelo Jornal Expresso sobre os postos de trabalho criados durante o Governo PSD/CDS-PP.

"Ou seja, de 2011 a 2013, em que foram liquidados 260 mil postos de trabalho para o Governo isso não conta, conta só a partir de 2013", frisou o secretário-geral do PCP.

O líder comunista falava no comício de apresentação da lista de candidatos da CDU às eleições legislativas pelo distrito de Vila Real, que é liderada pela professora Júlia Violante.

Para os militantes e simpatizantes do PCP que se juntaram na praça do município de Vila Real, o líder comunista aproveitou para fazer um balanço do Governo de Pedro Passos Coelho e lembrou os cortes no subsídio de desempregado ao mesmo tempo que há "cada vez mais" desempregados, ainda os "mais 800 mil portugueses em risco de pobreza" e o "meio milhão de pessoas que tiveram que emigrar".

"Foram quatro anos dramáticos, em que aqui chegados temos um país mais endividado, mais desemprego, mais injustiças sociais e mais dependente do estrangeiro", frisou.

O líder comunista afirmou ainda que a governação de direita foi também "dramática" para Trás-os-Montes onde, segundo sublinhou, foram encerradas "centenas de serviços públicos" atingindo a educação, a saúde e justiça.

"E o escândalo nacional que é a entrega do património da Casa do Douro a uma instituição criada à pressa", questionou ainda.

Durante o seu discurso, Jerónimo de Sousa insistiu na ideia de o país "estudar e preparar" a saída do euro e considerou ser uma "irresponsabilidade nem sequer considerar essa possibilidade".

E, por fim, apelou ao voto sublinhando que todos os votos contam para "reforçar a CDU". "Nenhum voto se vai perder", salientou.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.