sicnot

Perfil

Economia

PCP diz que relatório do Tribunal de Contas confirma "saque" do Governo

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou hoje que o Tribunal de Contas confirmou o que o partido tem vindo a defender nos últimos anos, sobre o "saque dos rendimentos do trabalho e das reformas".

Lusa

"O Relatório do Tribunal de Contas, ontem [segunda-feira] tornado público, conclui, sem margem para dúvidas, que o Governo continua a comprometer - e cito - o 'rigor e transparência das Contas Públicas, porque martela as receitas e as despesas na contabilidade orçamental'", disse Jerónimo de Sousa.

Segundo o dirigente do Partido Comunista, o Governo "esquece-se de incluir nessas contas diversas entidades da Administração Central, entre os quais o Fundo de Resolução do BES".

"Omite do lado das receitas fiscais 1,14 mil milhões de euros e, do lado das despesas, 11,3 mil milhões de euros", acusou.

Jerónimo de Sousa falava em Lisboa, no Jardim de São Pedro de Alcântara, na apresentação dos candidatos da CDU às eleições legislativas do próximo outono.

Para o secretário-geral do PCP, que falou durante cerca de 30 minutos, aqueles procedimentos "levantam dúvidas fundadas sobre o défice orçamental estimado e propagandeado pelo Governo ficar abaixo dos 3% 2015, confirmando as nossas opiniões da enorme ficção dos valores".

Referindo-se ainda ao relatório do Tribunal de Contas sobre a ADSE, Jerónimo de Sousa disse que o Governo põe em causa qualquer credibilidade das Contas Públicas.

"Mostra a sustentação fraudulenta das decisões que toma a partir dessa base, nomeadamente como justificação para a enorme carga fiscal lançada sobre o povo português, em nome do equilíbrio das contas públicas", salientou, exigindo a devolução do dinheiro aos portugueses.

Para Jerónimo de Sousa, atualmente o país vê os "trabalhadores depauperados por uma política de saque dos rendimentos do trabalho e das reformas", apesar de ter sido prometido que não seriam as famílias a pagar a crise e de que "não haveria cortes nos salários, nem nos subsídios".

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.