sicnot

Perfil

Economia

Portugal mantém 3ª maior dívida pública da UE

Portugal manteve no final do primeiro trimestre do ano a terceira dívida pública mais elevada da União Europeia, em percentagem do PIB (129,6%), apesar de um ligeiro recuo face ao último trimestre de 2014, revela hoje o Eurostat.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Os dados sobre a dívida pública hoje atualizados pelo gabinete oficial de estatísticas da UE mostram que, no final do primeiro trimestre do ano, a dívida governamental em termos de percentagem da riqueza nacional, comparativamente ao trimestre anterior, subiu tanto na zona euro, de 92% para 92,9%, como na UE (de 86,9% para 88,2%).

Em termos homólogos, ou seja, face ao primeiro trimestre de 2014, a dívida também subiu tanto no espaço monetário único (era de 91,9% um ano antes), como no conjunto da União (era de 86,2%).

Portugal continua a ser o terceiro país com uma dívida pública mais elevada, apenas superado por Grécia (168,8% do Produto Interno Bruto) e Itália (135,1%), embora tenha registado recuos de 0,6 pontos percentuais face ao trimestre anterior e 3,6 em termos homólogos (a dívida pública portuguesa atingia os 133,3% do PIB no final do primeiro trimestre de 2014).

Já os mais baixos rácios de dívida pública encontravam-se, no final de março, na Estónia (10,5%), Luxemburgo (21,6%) e Bulgária (29,6%).

Lusa

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.