sicnot

Perfil

Economia

Voos da SATA dentro dos Açores com mais lugares e carga até fim de agosto

A SATA vai disponibilizar maior capacidade de carga e mais 6.400 lugares nos voos dentro dos Açores entre o final de julho e o final de agosto, anunciou o Governo Regional açoriano.

(LUSA/ ARQUIVO)

(LUSA/ ARQUIVO)

O anúncio foi feito na terça-feira à noite, durante uma reunião do Governo Regional dos Açores com o Conselho de Ilha das Flores, que se realizou em Santa Cruz das Flores.

O presidente do Governo açoriano, Vasco Cordeiro, explicou que a SATA informou a tutela (o executivo regional, único acionista da empresa), da "intenção de aumentar a disponibilidade de lugares" e a capacidade de carga nos voos inter-ilhas, entre o fim deste mês e o final de agosto.

Os mais de 6.400 novos lugares resultam da criação de 52 novos voos e da alteração dos aviões que a empresa tinha previsto usar em 99 ligações. Desta forma, aumenta também a capacidade de carga, no mesmo período, em mais 96 toneladas, ainda segundo Vasco Cordeiro.

Durante a reunião, os conselheiros das Flores haviam pedido precisamente ao executivo açoriano mais lugares e maior capacidade de carga nos voos para a ilha, dados os "enormes constrangimentos" dos últimos meses.

O secretário regional dos Transportes, Vítor Fraga, disse aos conselheiros que a SATA disponibilizará mais perto de 500 lugares para as Flores e que a capacidade de carga aumentará em mais de cinco toneladas, no mesmo período.

Para Vasco Cordeiro, "este é um bom sinal", porque, disse aos jornalistas no final da reunião, revela que o novo modelo de ligações aéreas aos Açores, em vigor desde abril, está "a produzir efeitos em todas as ilhas".

Os conselheiros das Flores alertaram também para o "enorme esforço financeiro inicial" que está ser pedido "às famílias açorianas" quando querem viajar para fora do arquipélago, no âmbito deste novo modelo, apesar de haver direito a reembolsos.

Vítor Fraga lembrou que o modelo em vigor é recente e que está a ser monitorizado, para se avaliar, após uma primeira fase, se há aspetos que podem ser melhorados.

Em relação às questões da saúde levantadas pelos conselheiros, o secretário regional Luís Cabral garantiu que o posto de saúde das Lajes das Flores começará a funcionar, de forma gradual, ao longo das próximas semanas.

Quanto à deslocação de doentes para tratamentos e consultas fora da ilha, afirmou que a legislação publicada recentemente não alterou os critérios e que a tutela está a acompanhar casos de aparentes más interpretações dos novos diplomas, garantindo que continuará a fazê-lo.

Por outro lado, enumerou uma lista de deslocações de especialistas à ilha, já este ano, e outras previstas para os próximos meses, garantindo que tem havido boa resposta, dentro das possibilidades, às necessidades identificadas pelos médicos de família.

Lusa

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.