sicnot

Perfil

Economia

Governo rejeita proposta da Alstom à compra da EMEF

Governo rejeita proposta da Alstom à compra da EMEF

O Governo decidiu hoje em Conselho de Ministros não aceitar a proposta apresentada pela Alstom à compra da EMEF - Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, ficando "sem efeito a operação em curso". A empresa terá assim de ser reestruturada e secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, admite despedimentos.

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, explicou que a decisão de não avançar com a privatização a empresa teve em conta "os riscos associados ao prosseguimento desta operação e mostra que não há nenhuma obsessão do Governo em relação às privatizações".

Segundo o governante, a queixa da Bombardier à Comissão Europeia, alegando que a EMEF recebeu ajudas estatais de 90 milhões de euros, "é uma ameaça muito importante ao futuro da empresa".

Em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros, Sérgio Monteiro realçou que "o processo [de privatização da EMEF] termina aqui", adiantando que, a partir de agora, será acelerado o processo de reestruturação da empresa de manutenção ferroviária, que tem justamente como principal cliente a CP.

"A reestruturação da empresa que tem vindo a ser feita continuará, mas agora num contexto de maior rapidez e constrangimento temporal porque a CP não pode prestar qualquer tipo de apoio à EMEF", declarou.

Questionado pelos jornalistas sobre os moldes dessa reestruturação, o secretário de Estado adiantou que serão dadas "instruções" à CP para apresentar um plano para que "a empresa não tenha mais problemas de tesouraria nem necessite de se endividar junto da banca até porque a CP não tem disponibilidade para prestar garantias a esse financiamento".

O Governo recebeu duas propostas à compra da EMEF - do grupo francês Alstom e da alemã Bavaria - tendo passado a primeira à fase de negociações, para uma semana depois suspender o processo, na sequência de uma queixa da Bombardier em Bruxelas, que "coloca no futuro uma contingência de valor e data desconhecida que interfere com a proposta e com o encaixe da operação", acrescentou a secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco.

A governante sublinhou que não estava em causa o mérito da proposta apresentada pela Alstom.

Com Lusa

  • Governo vende CP Carga à MSC

    Economia

    O Governo decidiu hoje vender 100% da CP Carga, empresa detida a 100% pela CP - Comboios de Portugal que se dedica ao transporte de mercadorias e de bens, à MSC- Operadores Ferroviários, que apresentou a proposta "com maior mérito".

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47