sicnot

Perfil

Economia

Portas diz que relação entre Portugal e Angola "é insubstituível"

O vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas, afirmou hoje, em Luanda, que a relação entre Portugal e Angola "é insubstituível" e que os dois países têm conseguido ultrapassar as dificuldades.

© SIPHIWE SIBEKO / Reuters

O governante português falava aos jornalistas à chegada ao aeroporto internacional da capital angolana, onde participa no dia de Portugal na Feira Internacional de Luanda (Filda).

"Como sabem, Portugal e Angola têm uma relação que é insubstituível e nós sempre ultrapassamos as questões que existem entre os dois países para conseguir um patamar da relação ainda mais positivo", disse Paulo Portas.

Angola foi o quarto maior mercado de exportação de Portugal em 2014, com vendas de 3.175 milhões de euros, um crescimento de dois por cento face ao ano anterior.

Mais 9.400 empresas portuguesas venderam para Angola em 2014, mas a crise económica decorrente da quebra das receitas fiscais angolanas com o petróleo fez entretanto reduzir as exportações portuguesas para este país em mais de 20%, entre janeiro e maio deste ano.

"Toda a gente sabe que este ano não tem sido fácil, do ponto de vista da contração de indicadores internacionais que afetam economias como a de Angola, mas nós temos absoluta confiança que com as medidas que já vão sendo tomadas isso é uma situação transitória", defendeu o vice-primeiro-ministro português.

A Filda decorre até domingo, reunindo 800 expositores, de 40 países, dos quais 67 no pavilhão exclusivamente dedicado a Portugal, a maior representação nacional no evento, tal como em edições anteriores.

"É uma feira muito importante, não apenas ao nível de Angola, mas em termos internacionais, com uma presença muito significativa de empresas portuguesas", sublinhou Paulo Portas.

Durante a tarde, o governante marca presença junto da representação nacional nesta feira - que conta com 24 empresas expositoras estreantes -, no âmbito do dia dedicado pelo evento a Portugal.

"Portugal mostra mais uma vez o seu empenhamento em fazer parte do desenvolvimento de Angola", sublinhou.

No âmbito da visita a Luanda, o governante português deverá ser recebido em audiência pelo vice-Presidente angolano, Manuel Vicente, pelas 12:00 (mesma hora em Lisboa).

Paulo Portas deverá deixar a capital angolana ao final do dia.

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.