sicnot

Perfil

Economia

Direção-geral do Orçamento divulga hoje execução do 1º semestre

A Direção-geral do Orçamento (DGO) divulga hoje, em contas públicas, a síntese de execução orçamental referente ao primeiro semestre de 2015, ano em que o défice terá de baixar para os 2,7% do PIB em contabilidade nacional.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Segundo a síntese de execução orçamental até maio, divulgada no mês passado pela DGO, o défice das administrações públicas, apurado na ótica da contabilidade pública (ou seja, dos recebimentos e dos pagamentos) foi de 867,5 milhões de euros, tendo em conta as novas Entidades Públicas Reclassificadas (EPR).

No seguimento da aplicação do novo Sistema Europeu de Contas (SEC2010), um conjunto de várias entidades públicas (as chamadas EPR), como a TAP, a Carris, a CP e vários hospitais e fundações, entre outros, foi integrado no perímetro das administrações públicas, o que tem tido um contributo positivo (pelo menos até maio) para o défice.

Assim, naquele que é o universo comparável (ou seja, excluindo as EPR), o défice nos primeiros cinco meses deste ano atingiu 1.098,3 milhões de euros, piorando 108,2 milhões de euros face aos 990,1 milhões de euros registados no mesmo período de 2014.

Já no que diz respeito à receita fiscal, o Estado arrecadou 15.200 milhões de euros até maio, o que representa uma subida de 4% face ao mesmo período do ano passado, devido sobretudo ao aumento da receita arrecadada com impostos indiretos.

Os números divulgados pela DGO são apresentados em contabilidade pública, ou seja, têm em conta o registo da entrada e saída de fluxos de caixa, e a meta do défice fixada é apurada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) em contas nacionais, a ótica dos compromissos, que é a que conta para Bruxelas.

No final de junho, o INE divulgou que, em contas nacionais, o défice do primeiro trimestre de 2015 foi de 5,8% do PIB, um número ainda longe da meta do Governo para o conjunto do ano, que é de 2,7% do PIB.

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.