sicnot

Perfil

Economia

Sérgio Monteiro admite repetir concurso na concessão do Metro do Porto e STCP

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, disse hoje que o pedido de devolução ao Tribunal de Contas do contrato de concessão do Metro do Porto e STCP foi para defender o Estado.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

LUSA

"O consórcio espanhol parece querer desistir da concessão dos STCP (cujo concurso público foi feito em conjunto com a concessão do Metro do Porto) e perante as dúvidas resolvemos tomar cautelas adicionais", disse Sérgio Monteiro à Lusa.

O secretário de Estado, que inaugurou em Sever do Vouga a 25.ª edição da FICAVOUGA, confirmou que foi pedida a devolução do contrato ao Tribunal de Contas, mas foi perentório a desmentir que tal foi feito por o Governo saber de antemão que o visto prévio não ia ser concedido, como sustentou hoje o PS.

"Pelos vistos o PS é a favor das privatizações quando está no Governo, e contra quando está na oposição. Não vale a pena o PS vir com fantasmas e é bom que clarifique se está de acordo com a exigência de que o privado honre o compromisso que assumiu em proposta vinculativa", disse.

Segundo Sérgio Monteiro, se o consórcio espanhol que ganhou o concurso para a concessão do Metro do Porto e dos STCP não assinar os respetivos contratos, "terá de ser lançado novo concurso público".

Nesse cenário, até ao desfecho de novo concurso público internacional serão feitas novas prorrogações de três meses com o operador atual, "contratos esses que têm sido visados pelo Tribunal de Contas", conforme salientou.

Na cerimónia inaugural do certame industrial, comercial e gastronómico de Sever do Vouga, o secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações foi confrontado pelo presidente da Câmara, António Coutinho, com a necessidade de um novo acesso à A25, numa extensão de nove quilómetros, pela dificuldade que tem a indústria, sobretudo metalomecânica, que produz para exportação, em transportar estruturas de grande dimensão pela atual estrada sinuosa e de declives acentuados.

Na resposta, assumiu o compromisso de que, se a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro reconhecer o interesse regional da pretendida ligação da zona industrial de Padrões à A25, a via avançará, até porque "está acautelada no Orçamento da Infraestruturas de Portugal".

Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.