sicnot

Perfil

Economia

Despedimentos na Vodafone Espanha não afetam Portugal

Os despedimentos anunciados hoje pela Vodafone Espanha são fruto "da reorganização que está a acontecer" naquele mercado, disse fonte oficial da Vodafone Portugal, que adianta que esta medida não afeta o mercado português.

© Stefan Wermuth / Reuters

A Vodafone Espanha e Vodafone Ono comunicaram hoje aos representantes dos trabalhadores um despedimento coletivo que pode abranger até um máximo de 1.300 trabalhadores.

O anúncio surge um ano depois da Vodafone ter concluído a compra da operadora Cable Ono por 7.200 milhões de euros e de ter reestruturado a cúpula da direção.

Questionada sobre se existe algum plano de redução de pessoal no mercado português, fonte oficial da Vodafone Portugal disse que "o plano anunciado em Espanha é fruto não só da reorganização que está a acontecer, em virtude da integração de duas grandes empresas a operar no setor das telecomunicações - a Vodafone e a empresa por si adquirida, a ONO, como também do momento económico vivido em Espanha neste setor, a par do forte investimento realizado no desenvolvimento das Redes de Nova Geração".

Estas alterações "são, por isso, específicas da realidade espanhola, não se tratando de uma decisão transversal a todas as operações da Vodafone ou em particular a Portugal", disse.

A Vodafone Portugal, "apesar de naturalmente adaptar a sua estrutura à dimensão do negócio e à realidade do país, tem conseguido compensar a queda de receitas do setor e as consequências dai resultantes em termos de recursos humanos, com o desenvolvimento de serviços especializados prestados ao grupo Vodafone, nomeadamente nas áreas de Machine-to-Machine e ANOC (Atlantic Network Operation Centre), pelo que até tem sido possível fazer crescer ligeiramente o número global de colaboradores, em particular, os de elevada qualificação técnica", concluiu.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.