sicnot

Perfil

Economia

Despedimentos na Vodafone Espanha não afetam Portugal

Os despedimentos anunciados hoje pela Vodafone Espanha são fruto "da reorganização que está a acontecer" naquele mercado, disse fonte oficial da Vodafone Portugal, que adianta que esta medida não afeta o mercado português.

© Stefan Wermuth / Reuters

A Vodafone Espanha e Vodafone Ono comunicaram hoje aos representantes dos trabalhadores um despedimento coletivo que pode abranger até um máximo de 1.300 trabalhadores.

O anúncio surge um ano depois da Vodafone ter concluído a compra da operadora Cable Ono por 7.200 milhões de euros e de ter reestruturado a cúpula da direção.

Questionada sobre se existe algum plano de redução de pessoal no mercado português, fonte oficial da Vodafone Portugal disse que "o plano anunciado em Espanha é fruto não só da reorganização que está a acontecer, em virtude da integração de duas grandes empresas a operar no setor das telecomunicações - a Vodafone e a empresa por si adquirida, a ONO, como também do momento económico vivido em Espanha neste setor, a par do forte investimento realizado no desenvolvimento das Redes de Nova Geração".

Estas alterações "são, por isso, específicas da realidade espanhola, não se tratando de uma decisão transversal a todas as operações da Vodafone ou em particular a Portugal", disse.

A Vodafone Portugal, "apesar de naturalmente adaptar a sua estrutura à dimensão do negócio e à realidade do país, tem conseguido compensar a queda de receitas do setor e as consequências dai resultantes em termos de recursos humanos, com o desenvolvimento de serviços especializados prestados ao grupo Vodafone, nomeadamente nas áreas de Machine-to-Machine e ANOC (Atlantic Network Operation Centre), pelo que até tem sido possível fazer crescer ligeiramente o número global de colaboradores, em particular, os de elevada qualificação técnica", concluiu.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.