sicnot

Perfil

Economia

Disneyland Paris suspeita de cobrança diferenciada a estrangeiros

A Comissão Europeia anunciou na terça-feira que está a investigar se a Disneyland Paris cobrou mais aos visitantes em função do seu país de residência, o que é contra as regras da União Europeia (UE).

© Gonzalo Fuentes / Reuters

"Examinamos atualmente uma série de queixas, um grande número delas contra a Disneyland Paris", declarou à AFP um porta-voz da comissão.

O diário britânico Financial Times precisou que o parque de atrações, o maior da Europa, foi acusado de ter cobrado mais aos visitantes alemães e britânicos.

De acordo com o jornal, um visitante francês paga 1.346 euros por um ''pack premium'', enquanto um inglês paga 1.870 euros e um alemão 2.447 euros.

"A comissão e as associações europeias de consumidores recebem frequentemente queixas relacionadas com diferenças de preços injustificadas, baseadas na sua nacionalidade ou local de residência", diferenças proibidas pelas diretivas europeias, indicou o porta-voz.

"Chegam frequentemente consumidores que querem comprar bens ou serviços num outro país que não o seu e são impedidos de obter o melhor preço", acrescentou.

O Estado francês deve assegurar que a Disneyland Paris respeita as leis europeias nas suas práticas comerciais, precisou uma fonte da UE, acrescentando que Bruxelas deve contactar a França a propósito deste dossier.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.