sicnot

Perfil

Economia

Disneyland Paris suspeita de cobrança diferenciada a estrangeiros

A Comissão Europeia anunciou na terça-feira que está a investigar se a Disneyland Paris cobrou mais aos visitantes em função do seu país de residência, o que é contra as regras da União Europeia (UE).

© Gonzalo Fuentes / Reuters

"Examinamos atualmente uma série de queixas, um grande número delas contra a Disneyland Paris", declarou à AFP um porta-voz da comissão.

O diário britânico Financial Times precisou que o parque de atrações, o maior da Europa, foi acusado de ter cobrado mais aos visitantes alemães e britânicos.

De acordo com o jornal, um visitante francês paga 1.346 euros por um ''pack premium'', enquanto um inglês paga 1.870 euros e um alemão 2.447 euros.

"A comissão e as associações europeias de consumidores recebem frequentemente queixas relacionadas com diferenças de preços injustificadas, baseadas na sua nacionalidade ou local de residência", diferenças proibidas pelas diretivas europeias, indicou o porta-voz.

"Chegam frequentemente consumidores que querem comprar bens ou serviços num outro país que não o seu e são impedidos de obter o melhor preço", acrescentou.

O Estado francês deve assegurar que a Disneyland Paris respeita as leis europeias nas suas práticas comerciais, precisou uma fonte da UE, acrescentando que Bruxelas deve contactar a França a propósito deste dossier.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.