sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal estão hoje a cair a dois e cinco anos e a subir a dez

Os juros da dívida de Portugal estavam hoje a cair a dois e a cinco anos e dez em relação a terça-feira, alinhados com os da Itália e de Espanha.

SIC

Hoje, cerca das 09:00 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a avançar para 2,523%, contra 2,518% na terça-feira e depois de terem subido até aos 3,253% a 15 de junho último, um máximo desde meados de outubro de 2014.

O atual mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.

Os juros a cinco anos também estavam a descer, para 1,291%, contra 1,292% na terça-feira, depois de terem subido a 16 de junho até aos 1,927%, um máximo desde meados de outubro de 2014, e descido para o mínimo de sempre, de 0,749%, a 10 de abril passado.

No mesmo sentido, os juros a dois anos estavam a cair para 0,383%, contra 0,386% na terça-feira e depois de terem subido até ao máximo desde meados de outubro, de 0,807%, a 08 de julho.

O atual mínimo de sempre dos juros a dois anos, de 0,013%, foi atingido a 13 de abril passado.

Depois de ter iniciado a 09 de março deste ano um programa inédito de compra de dívidas soberanas e privadas, que vai permitir a injeção de 60 mil milhões de euros por mês, até, pelo menos, setembro de 2016, na economia da zona euro, o Banco Central Europeu (BCE) manteve as taxas de juro inalteradas em mínimos na última reunião de política monetária de 16 de julho.

Portugal abandonou oficialmente a 17 de maio de 2014 o resgate sem qualquer programa cautelar.

O programa de ajustamento pedido por Portugal à 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), no valor de 78 mil milhões de euros, esteve em vigor durante cerca de três anos.

Entretanto, os juros da Irlanda estavam a subir em todos os prazos, enquanto os da Grécia estavam a cair a dois anos e a subir a dez anos para, respetivamente, 21,409% e 12,254%.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 09:00:

2 anos... 5 anos... 10 anos

Portugal

29/07..... 0,383......1,291....2,523

28/07..... 0,386......1,292....2,518

Grécia

29/07.....21,409.....n disp...12,254

28/07.....20,534.....n disp...11,908

Irlanda

29/07......-0,029....0,398.....1,303

28/07......-0,033....0,394.....1,300

Itália

29/07......0,117.....0,864.....1,880

28/07......0,121.....0,863.....1,875

Espanha

29/07......0,120......0,959....1,929

28/07......0,129......0,950....1,911

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".