sicnot

Perfil

Economia

Rendimento e consumo das famílias da zona euro subiram

O rendimento real ''per capita'' do agregado familiar na zona euro aumentou 0,9% no primeiro trimestre de 2015, face ao período homólogo, divulgou hoje o Eurostat.

© Stefan Wermuth / Reuters

Ainda segundo o gabinete de estatísticas europeu, nos países da zona euro, também o consumo ''per capita'' aumentou entre janeiro e março, com uma variação positiva de 0,8%.

Em ambos os casos, estes valores ficam acima dos registados no último trimestre de 2014.

Quanto ao dados para o total dos 28 países da União Europeia (UE), tanto o rendimento como o consumo 'per capita' dos agregados familiares aumentaram cada um 0,9% entre janeiro e março de 2015.

O consumo real dos agregados familiares por habitante é definido como o rendimento bruto ajustado das famílias dividido pela população total.

O consumo real é definido como o consumo final dos agregados familiares, em termos nominais, dividido pela população total.

A ambos os indicadores são ainda aplicados os índices de preços.

Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.