sicnot

Perfil

Economia

Reserva Federal deixa taxas de juro inalteradas apesar dos avanços no emprego

A Reserva Federal, banco central norte-americano, decidiu hoje deixar as suas taxas de juro inalteradas e próximas de zero, apesar de assinalar uma "melhoria" do mercado de trabalho nos Estados Unidos.

Reuters

Após uma reunião do comité de política monetária, em Washington, a Reserva Federal (Fed) considerou que a recuperação no emprego é "sólida", mas adiantou que ainda é necessário esperar antes de mudar a sua política monetária, com as taxas de juro muito baixas desde 2008 para apoiar a recuperação económica.

"O mercado laboral continuou a melhorar com ganhos sólidos e um declínio do desemprego", referiu a Fed no comunicado divulgado no final da reunião, muito idêntico ao texto que saiu da reunião de junho.

A taxa de desemprego baixou para 5,3% em junho, o nível mais baixo desde abril de 2008.

A atividade económica nos Estados Unidos registou uma "expansão moderada", notou a Fed, que assinalou também que a inflação continua "abaixo" do seu objetivo de uma taxa anual próxima de 2%.

O banco central norte-americano referiu que as exportações norte-americanas, penalizadas pela valorização do dólar, continuam "fracas", o mesmo acontecendo com o investimento das empresas.

Neste comunicado, a Fed não dá sinais claros sobre o momento da subida das taxas de juro, muito aguardado pelos mercados.

A presidente da Reserva Federal, Janet Yellen, afirmou em várias ocasiões que é favorável a uma subida das taxas de juro até ao final do ano, sem precisar quando. Muitos analistas têm antecipado que essa subida poderá ocorrer já na próxima reunião do comité de política monetária da Fed, em setembro.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Incêndio num estádio em Xangai destrói parte da bancada

    Mundo

    O Estádio Hongkou da equipa chinesa Shanghai Shenhua foi atingido esta terça-feira por um incêndio que acabou por danificar parte da bancada e algumas salas no interior da infraestrutura. Para o local, foi enviada uma equipa de bombeiros que conseguiu controlar as chamas.