sicnot

Perfil

Economia

Lucros do Santander crescem 24% no primeiro semestre

O Banco Santander obteve lucros de 3,426 mil milhões de euros no primeiro semestre 2015, mais 24% face ao mesmo período de 2014, sobretudo graças aos três principais mercados do banco, Espanha, Reino Unido e Brasil.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Andrea Comas / Reuters

"Os resultados do primeiro semestre evidenciam a solidez e a recorrência do modelo Santander. O lucro cresce nos dez principais países onde operamos. A rentabilidade, a excelência operacional e a qualidade do crédito também melhoram", indicou a presidente do Banco Santander, Ana Botín, numa nota enviada hoje aos reguladores.

O crédito aos clientes do Santander cresceu 13,1%, para os 799,233 mil milhões de euros, ao passo que os depósitos subiram 11,4% (para 687,900 mil milhões) e os depósitos e fundos de investimento aumentaram 12% (alcançando 823,482 mil milhões de euros).

Assim, as receitas do Santander cresceram 12% no primeiro semestre e os custos 11%, o que permitiu que a margem bruta tivesse crescido 11,9%. Conjugando com a contenção de custos realizada pela entidade, a margem líquida subiu 12,9%.

Uma vez que o Banco Santander também começou a reduzir as dotações para insolvências (mais altas nos últimos anos devido à crise), as provisões desceram 5%, o que contribui para os lucros de 3,426 mil milhões de euros.

O Santander acrescenta que o crescimento da atividade e das receitas foram puxados também pelo "impacto favorável dos taxas de câmbio, especialmente pela depreciação do euro face ao dólar e à libra".

O negócio do banco em Espanha contribuiu com 771 milhões de euros para os resultados globais, ou seja 50% mais do que no ano passado. Na divisão espanhola, as dotações para insolvências caíram 37%, o que foi essencial para o lucro obtido.

O maior mercado do grupo Santander continua a ser o Reino Unido (com lucros de 1,029 mil milhões de euros), seguido do Brasil (com 1,007 mil milhões de euros). Entre as dez principais geografias onde o Santander está presente, Portugal registou o segundo maior crescimento percentual interanual (+44%), para os 107 milhões de euros.

No segmento do crédito, a carteira totaliza 826,707 mil milhões de euros, ou 13% mais, com um aumento de 65 mil milhões no período em apreço, de janeiro a junho. Em Espanha, a carteira de crédito é de 161,357 mil milhões de euros, praticamente o mesmo que no final de junho de 2014.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.