sicnot

Perfil

Economia

Todas as atenções viradas para reabertura da bolsa de Atenas

Todas as atenções vão concentrar-se nos bancos gregos na segunda-feira, dia em que a bolsa de valores de Atenas reabre, após uma ausência de quase um mês devido à crise da dívida grega.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Os bancos enfrentam uma situação de grande vulnerabilidade devido ao levantamento de milhares de milhões de euros de depósitos ao longo dos últimos seis meses.

Cerca de 40 mil milhões de euros foram retirados dos bancos gregos desde dezembro, de acordo com a associação de bancos, e segundo notícias divulgadas hoje, as quatro maiores instituições de crédito - Banco Nacional, Pireu, Alpha e Eurobanco - vão ser sujeitos a uma análise à qualidade do balanço dos seus ativos no final do mês.

Seguem-se testes de 'stress' no outono para determinar as necessidades de recapitalização de cada um dos bancos com recurso aos fundos de resgate europeus.

As autoridades gregas querem concluir a operação antes de os novos regulamentos europeus entrarem em vigor, a 01 de janeiro.

A partir de 2016, os custos de recapitalização dos bancos serão assegurados sobretudo pelos seus acionistas e depositantes, e não pelos contribuintes europeus, um processo conhecido como "bail-in".

A bolsa de Atenas encerrou a 26 de junho, com o principal índice a fixar-se nos 797.52 pontos, poucas horas antes de o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, anunciar um referendo sobre as condições do resgate exigidas pelos credores da Grécia.

No fim de semana, os gregos acorreram em massa às caixas multibanco, levando o governo a impor um controle de capitais, a 29 de junho, bem como o encerramento dos bancos e da bolsa.

O objetivo foi proteger a banca dos levantamentos de depósitos em grande quantidade, à medida que os gregos ficavam cada vez mais preocupados com o futuro económico e financeiro do seu país.

Os bancos reabriram passadas três semanas, a 20 de julho, mas os levantamentos e transferências internacionais de dinheiro continuam sujeitos a um controlo apertado. Os gregos só podem levantar 420 euros por semana.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.