sicnot

Perfil

Economia

Todas as atenções viradas para reabertura da bolsa de Atenas

Todas as atenções vão concentrar-se nos bancos gregos na segunda-feira, dia em que a bolsa de valores de Atenas reabre, após uma ausência de quase um mês devido à crise da dívida grega.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Os bancos enfrentam uma situação de grande vulnerabilidade devido ao levantamento de milhares de milhões de euros de depósitos ao longo dos últimos seis meses.

Cerca de 40 mil milhões de euros foram retirados dos bancos gregos desde dezembro, de acordo com a associação de bancos, e segundo notícias divulgadas hoje, as quatro maiores instituições de crédito - Banco Nacional, Pireu, Alpha e Eurobanco - vão ser sujeitos a uma análise à qualidade do balanço dos seus ativos no final do mês.

Seguem-se testes de 'stress' no outono para determinar as necessidades de recapitalização de cada um dos bancos com recurso aos fundos de resgate europeus.

As autoridades gregas querem concluir a operação antes de os novos regulamentos europeus entrarem em vigor, a 01 de janeiro.

A partir de 2016, os custos de recapitalização dos bancos serão assegurados sobretudo pelos seus acionistas e depositantes, e não pelos contribuintes europeus, um processo conhecido como "bail-in".

A bolsa de Atenas encerrou a 26 de junho, com o principal índice a fixar-se nos 797.52 pontos, poucas horas antes de o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, anunciar um referendo sobre as condições do resgate exigidas pelos credores da Grécia.

No fim de semana, os gregos acorreram em massa às caixas multibanco, levando o governo a impor um controle de capitais, a 29 de junho, bem como o encerramento dos bancos e da bolsa.

O objetivo foi proteger a banca dos levantamentos de depósitos em grande quantidade, à medida que os gregos ficavam cada vez mais preocupados com o futuro económico e financeiro do seu país.

Os bancos reabriram passadas três semanas, a 20 de julho, mas os levantamentos e transferências internacionais de dinheiro continuam sujeitos a um controlo apertado. Os gregos só podem levantar 420 euros por semana.

Lusa

  • CDS quer que Governo revele detalhes do negócio do Novo Banco
    0:46

    Economia

    O CDS considera fundamental que o Governo revele os detalhes do negócio do Novo Banco para que pare com a especulação. Os centristas guardam uma posição política para depois de serem conhecidos os pormenores e lembram, mais uma vez, que o Executivo tem uma maioria parlamentar de Esquerda que o apoia.

  • ASAE faz doação de roupa apreendida
    1:15

    País

    A ASAE doou cerca de 200 peças de vestuário à Associação CAIS, apreendidas em ações de fiscalização. O valor destas peças é de quase 10 mil euros. Em 2016, a ASAE fez 100 ações de doação, um total de aproximadamente 14 mil peças.

  • PSD tem dúvidas sobre legalidade da taxa de proteção civil de Lisboa
    0:33

    País

    O PSD disse esta quarta-feira que a taxa de proteção civil da Câmara de Lisboa é um imposto e tem dúvidas sobre a legalidade. Numa reação ao envio deste diploma para o Tribunal Constitucional pelo Provedor de Justiça, os sociais-democratas deixaram ainda a promessa de acabar com a taxa, caso vençam as eleições na capital.

  • Conheça o Spa para recém-nascidos
    1:28

    Mundo

    Chama-se Baby Spa Perth e fica na Austrália. Nos últimos dias, o mundo ficou a conhecer este spa graças às fotografias dos bebés com as boias, que se tornaram virais nas redes sociais. O spa tem hidroterapia personalizada e massagens relaxantes. A boia, Bubby, permite que os bebés possam flutuar na água, sozinhos e em segurança.

    Patrícia Almeida

  • A rã que brilha no escuro
    2:08

    Mundo

    É a última descoberta do reino animal. Foi encontrada acidentalmente na Argentina uma nova espécie de rã, fluorescente.