sicnot

Perfil

Economia

Audi, BMW e Daimler compram mapas digitais à Nokia por 2800 milhões de euros

Os fabricantes automóveis alemães Audi, BMW e Daimler compraram à empresa finlandesa Nokia o negócio dos mapas digitais Here por 2800 milhões de euros.

A transação, que carece de ser aprovada pelas autoridades competentes, deve ser fechada previsivelmente no primeiro trimestre de 2016. (Arquivo)

A transação, que carece de ser aprovada pelas autoridades competentes, deve ser fechada previsivelmente no primeiro trimestre de 2016. (Arquivo)

© Lehtikuva Lehtikuva / Reuters

O anúncio foi feito hoje pela Daimler, que indicou que os três fabricantes vão ter participações idênticas, clarificando, portanto, que nenhum terá uma participação maioritária.

A transação, que carece de ser aprovada pelas autoridades competentes, deve ser fechada previsivelmente no primeiro trimestre de 2016.

"Com a aquisição, assegura-se a disponibilidade a longo prazo dos produtos e serviços da Here como uma plataforma aberta, independente e geradora de valor para os mapas e outros serviços de mobilidade na Internet", indicou a Daimler, no comunicado conjunto das três empresas automóveis alemãs.

A Here estabelece a base para a nova geração de mapas e serviços de mobilidade.

Além disso, para a indústria automobilística cria a base para um novo sistema de assistência que permita alcançar a condução completamente automatizada.

Mapas digitais muito detalhados vão ser conectados com dados do veículo em tempo real para aumentar a segurança do tráfego e possibilitar serviços e produtos inovadores.

Cada uma das empresas poderá oferecer aos seus clientes serviços específicos da sua marca e diferenciados que terão como base dados iniciais similares.

"O nosso ambiente muda constantemente, por isso, devem atualizar-se continuamente os mapas digitais e de informação para oferecer a maior utilidade", disse o presidente da Audi, Rupert Stadler.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.