sicnot

Perfil

Economia

Toyota recolhe 2,3 milhões de carros no mundo, 28 mil em Portugal

A Toyota anunciou esta terça-feira que vai alargar para 2,3 milhões de carros, em todo o mundo, a recolha às oficinas referente ao detonador de 'airbag' do condutor produzido pelo fornecedor Takata, dos quais 27.945 em Portugal.

a Toyota vai contactar diretamente os proprietários dos modelos Yaris e Hilux, produzidos entre janeiro de 2006 e dezembro de 2011, para que, "mediante a sua disponibilidade, se desloquem com as viaturas à rede oficial de concessionários Toyota". (Arquivo)

a Toyota vai contactar diretamente os proprietários dos modelos Yaris e Hilux, produzidos entre janeiro de 2006 e dezembro de 2011, para que, "mediante a sua disponibilidade, se desloquem com as viaturas à rede oficial de concessionários Toyota". (Arquivo)

Ken Aragaki / AP

Em comunicado, a marca japonesa refere que "na sequência da campanha de serviço que visa os detonadores de 'airbag' produzidos pela Takata, a Toyota vai expandir a mais unidades Yaris e Hilux".

Segundo a Toyota Caetano Portugal, após ter realizado vários testes e investigações sobre o detonador de 'airbag' do condutor produzido pela Takata, a marca nipónica verificou que "existe a possibilidade do 'airbag' do condutor não deflagrar de acordo com o projetado em caso de acidente, e, apesar de ainda não ter identificado a causa, a Toyota decidiu alargar a campanha de serviço aos modelos Yaris e Hilux substituindo o airbag do condutor sem qualquer custo para o cliente".

Assim, a Toyota vai contactar diretamente os proprietários dos modelos Yaris e Hilux, produzidos entre janeiro de 2006 e dezembro de 2011, para que, "mediante a sua disponibilidade, se desloquem com as viaturas à rede oficial de concessionários Toyota".

O construtor de automóveis nipónico acrescenta que a operação será realizada "sem qualquer custo para os clientes e demorará cerca de 40 minutos".

A empresa adianta que se empenhou "afincadamente na segurança e na qualidade dos seus modelos" e, como reflexo desta atitude, colocou "os clientes e as pessoas em primeiro lugar, tomando sem hesitação, qualquer ação que vise a melhoria destes pilares".

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.