sicnot

Perfil

Economia

ANACOM determina descida do preço da terminação de chamadas de redes móveis

A ANACOM determinou aos operadores móveis que desçam para 0,83 cêntimos por minuto o preço de terminação de chamadas em redes móveis, 35% abaixo do valor que estão a cobrar desde o final de 2012, de 1,27 cêntimos.

A ANACOM entende que a descida dos preços das terminações permite uma redução do esforço financeiro suportado pelos operadores de menor dimensão, podendo daqui decorrer benefícios para os consumidores. (Arquivo)

A ANACOM entende que a descida dos preços das terminações permite uma redução do esforço financeiro suportado pelos operadores de menor dimensão, podendo daqui decorrer benefícios para os consumidores. (Arquivo)

SIC

Em comunicado hoje divulgado, a Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) refere que "a descida das tarifas de terminação móvel [valor cobrado entre operadores na realização de chamadas] reveste-se de grande relevância, pois permite corrigir distorções na concorrência que penalizam o mercado, em particular os operadores de menor dimensão".

De acordo com a nota do regulador, a existência de diferenças acentuadas entre os preços praticados dentro e para fora da rede "geram um desequilíbrio de tráfego em desfavor dos operadores de menor dimensão, que entregam muito mais tráfego nas redes dos operadores maiores, tendo por isso maiores custos".

A ANACOM entende que a descida dos preços das terminações permite uma redução do esforço financeiro suportado pelos operadores de menor dimensão, podendo daqui decorrer benefícios para os consumidores.

A descida permite ainda "viabilizar a existência de tarifários com preços iguais independentemente da rede de destino ou que incluem chamadas gratuitas para todas as redes, contribuindo para eliminar esse efeito de rede, já que não penaliza a realização de chamadas para fora da rede do operador a que pertence".

As tarifas de terminação móvel correspondem ao valor que os operadores de telecomunicações pagam entre si quando os seus clientes efetuam chamadas para outra rede.

A decisão da ANACOM de intervir nas tarifas de terminação móvel decorre do facto de os operadores terem poder de mercado significativo e de "não terem nunca promovido descidas voluntárias nestes preços", justifica o regulador, acrescentando que "as descidas apenas acontecem quando são impostas pela ANACOM".

Os preços em vigor, de 1,27 cêntimos por minuto, fazem de Portugal o país com as taxas de terminação móveis mais elevadas no conjunto de 20 países da União Europeia.

Com a descida agora preconizada pela ANACOM, para 0,83 cêntimos, Portugal passa a ser o oitavo país com preços mais baixos.

O projeto de decisão foi notificado à Comissão Europeia e os novos preços entrarão em vigor dez dias úteis após a aprovação desta decisão e serão atualizados em 2016 e em 2017.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.