sicnot

Perfil

Economia

Recessão agrava-se na Rússia com queda de 4,6% do PIB no 2.º trimestre

A recessão na Rússia, provocada pela queda dos preços do petróleo e pelas sanções ocidentais, agravou-se no segundo trimestre, com uma queda de 4,6% do Produto Interno Bruto (PIB), indica uma primeira estimativa oficial divulgada hoje.

© Maxim Shemetov / Reuters

Os números divulgados pelo serviço de estatísticas Rosstat assinalam uma degradação em relação ao primeiro trimestre, quando o PIB registou uma descida de 2,2%, uma má notícia para o governo que tinha previsto uma contração de 4,4% entre abril e junho.

Esta estimativa surge numa altura em que a esperada recuperação económica foi obscurecida pela queda mais recente dos preços do petróleo.

O governo russo e alguns economistas já tinham indicado que o segundo trimestre seria o período mais difícil deste ano para a economia do país, atingida pelos efeitos da crise monetária de finais de 2014.

Nessa altura, o rublo sofreu uma desvalorização acentuada, na sequência da descida dos preços do petróleo e da aplicação de sanções económicas a Moscovo devido à crise ucraniana.

Para o corrente ano, as previsões dos economistas apontam para uma queda do PIB superior a 3%, após um crescimento de 0,6% em 2014.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC