sicnot

Perfil

Economia

Moody's alerta que França não vai cumprir objetivos orçamentais

A agência Moody's afirmou hoje que tem dúvidas de que o Governo francês consiga cumprir os objetivos orçamentais assumidos, tendo em conta a estagnação económica registada no segundo trimestre, sobretudo devido à queda inesperada do investimento.

© Brendan McDermid / Reuters

Para a agência de notação financeira, a desaceleração da economia de França entre abril e junho dificulta, por um lado, a redução do défice público e, por outro lado, a criação de emprego.

No primeiro semestre deste ano, as receitas fiscais do país caíram 1% face ao mesmo período de 2014, uma queda que se deve em parte às isenções fiscais atribuídas às empresas pelo executivo com o objetivo de melhorar a sua competitividade.

A Moody's recordou, no entanto, que o Governo previu um aumento nominal das receitas fiscais de 1,7% para ao longo deste ano em termos homólogos.

Além disso, a agência de 'rating' sublinhou que a despesa pública francesa caiu apenas 0,3% na primeira metade do ano, sendo que o Governo tinha previsto uma redução da despesa de 1,6% no conjunto do ano.

A Moody's, que prevê que a economia de França cresça 1% este ano e 1,2% em 2016, conclui que, a partir dos elementos disponíveis até agora, o Governo francês não vai cumprir os seus objetivos orçamentais.

A instituição afirmou ainda que a queda de 0,3% do investimento no segundo trimestre é "particularmente surpreendente", tendo em conta que as autoridades francesas estão a realizar uma série de iniciativas concertadas como o objetivo de o impulsionar.

A Comissão Europeia espera que, depois de ter fechado o ano de 2014 com um défice orçamental de 4%, o Governo reduza o défice para os 3,8% este ano e para os 3,5% no próximo, ficando nos dois anos acima do limite de 3% definido pelas regras europeias.

A Moody's atribui a França a nota de Aa1, o segundo nível mais elevado de investimento na escala de 'rating' da agência.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.