sicnot

Perfil

Economia

Sonae internacionaliza hipermercados Continente para Emirados Árabes Unidos

A Sonae vai internacionalizar a insígnia Continente para os Emirados Árabes Unidos, em regime de franquia com um grupo local, e admite abrir o primeiro hipermercado até final de 2016, disse à Lusa fonte oficial do grupo.

O presidente da Sonae, Belmiro de Azevedo. (Arquivo)

O presidente da Sonae, Belmiro de Azevedo. (Arquivo)

AP

Segundo a fonte, a Sonae estabeleceu uma parceria com o grupo local Fathima, "muito forte e já com presença na distribuição, na logística e na restauração no Médio Oriente", assumindo-se os Emirados Árabes Unidos como a base para uma futura expansão da marca para o Médio Oriente.

"A internacionalização do retalho alimentar é sempre mais difícil e depende de região para região. Ele é especialmente difícil no Médio Oriente, onde tem que ser com um parceiro local que vai fazer o investimento, mas chegámos a acordo com o grupo Fathima para uma expansão que terá como base os Emirados Árabes Unidos, mas que será para toda aquela região", revelou.

Conforme adiantou, esta primeira internacionalização da marca Continente será concretizada em regime de franquia, cabendo à Sonae "exportar serviços a nível da conceção da loja e desenho da gama", o que implica levar consigo alguns dos seus fornecedores de equipamento e de soluções tecnológicas em Portugal.

Por outro lado, os produtos de marca própria Continente serão comercializados nos hipermercados da insígnia no Médio Oriente, o que "irá ser importante" para as vendas futuras do grupo.

"Claro que o impacto sobre as vendas será muito reduzido nos próximos anos, iremos começar com uma ou duas lojas, mas é o simbolismo de começar [a internacionalização]", afirmou.

Revelando que a intenção é abrir primeiro um grupo reduzido (um par) de lojas piloto e, em função da 'performance' inicial dessas lojas, avaliar a extensão do conceito aquela região", a fonte admitiu que "ainda será possível abrir uma loja antes do final do próximo ano".

"[O Médio Oriente] É um mercado muito interessante, com bastante potencial e onde achamos que o nosso formato tem muita capacidade para competir", considerou, recordando que o grupo Sonae está já presente na região com a insígnia de moda infantil Zippy.

Relativamente à sucessivamente adiada internacionalização do Continente para Angola, prevista desde 2013 para acontecer em parceria com a empresária angolana Isabel dos Santos, a fonte disse que o processo está "exatamente como estava": "Continuamos à espera de uma clarificação da posição do nosso parceiro", afirmou.

Em causa está o alegado mau estar criado desde inícios do ano na parceria para a construção de uma rede de hipermercados Continente em Angola, na sequência da saída de dois quadros de topo da empresa portuguesa para alegadamente trabalharem num grupo de retalho angolano daquela empresária.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".