sicnot

Perfil

Economia

Sindicatos e autarcas discutem consequências do fim da pesca à sardinha

Os sindicatos de pesca e alguns autarcas do litoral centro debatem este sábado as consequências da proibição da pesca da sardinha. Os pescadores pedem um aumento da quota de 15%, mas o Ministério da Agricultura recusa aumentar a quantidade de sardinha que pode ser pescada. Atingido o limite definido para este ano, a pesca da sardinha termina hoje às 12:00

Arquivo Reuters

Arquivo Reuters

© Nacho Doce / Reuters

A Câmara de Peniche solicitou entretanto também à ministra da Agricultura do Mar, Assunção Cristas, que anule o despacho que interdita a captura de sardinha a partir do dia 22 e que autorize um aumento da quota em 15%.

A não ser tomada esta medida, bem como a anulação do despacho, "vai ser interrompida a possibilidade de captura de sardinha no período em que esta espécie é altamente valorizada, não existindo espécies alternativas economicamente viáveis para a atividade das embarcações da pesca de cerco", o que se traduzirá em problemas económicos para o setor, acrescenta.

Já em termos sociais, alerta, "nada está anunciado nem preparado com um mínimo de solidez para poder responder aos graves problemas que a proibição da captura e a possível imobilização das embarcações irão provocar em termos de rendimento das empresas de pesca e das respetivas tripulações".

A câmara entende que o rigor associado à execução do Plano de Ação da Pesca da Sardinha "deve estar sempre acompanhado pela indispensável flexibilidade, que, não pondo em causa os principais objetivos", assegure "um clima de equilíbrio e de tranquilidade em todas as comunidades piscatórias associadas à pesca da sardinha".

PCP quer medidas excecionais

Ontem à noite, o secretário-geral do PCP reclamou do Governo medidas excecionais que permitam prolongar o período legal de pesca da sardinha. Num comício em Esmoriz, no concelho de Ovar, Jerónimo de Sousa afirmou: "A não existir qualquer alteração, amanhã [sábado] terminará o período da captura da sardinha no país, com as dramáticas consequências que tal situação irá impor a mais de 2.000 pescadores e a cerca de 150 embarcações".

Defendendo que essa é uma "expressão concreta da política de abandono da produção nacional", o líder dos comunistas recordou que, "das mais de 50.000 toneladas que eram capturadas há não muitos anos atrás, atualmente Portugal está limitado a pescar pouco mais de 31.000, sendo que, só para a indústria conserveira, seriam necessárias mais de 30.000".

Dada essa evolução, Jerónimo de Sousa reclamou: "No imediato, e dada a situação de urgência que está criada, o PCP exige do Governo medidas excecionais que alarguem quer o período quer a quantidade capturada, possibilitando aos nossos pescadores a sua ida ao mar".

O secretário-geral do PCP insiste que o Estado tem que proceder a uma real monitorização do 'stock' das espécies pescadas em águas portuguesas, mas reconheceu que, também "fruto da política de abandono das estruturas políticas públicas, o país não tem hoje essa capacidade".

Para Jerónimo de Sousa, o reforço desses mecanismos de controlo beneficiaria o setor da pesca, criando emprego e diminuindo a dependência nacional em relação ao fornecimento externo.

"São medidas urgentes que requerem ainda a fixação de outros critérios e apoios que compensem os longos períodos de paragem que levam muitos homens do mar a uma situação de grandes dificuldades e miséria", declarou o líder comunista, realçando "a enorme hipocrisia dos membros do Governo e até do Presidente da República" nesta matéria.

"Ao mesmo tempo que andam aí em grandes ações de propaganda, falando da economia do mar ou da economia azul, nada fazem para defender este setor produtivo", concluiu.

Com Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartindo de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas siamesas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC