sicnot

Perfil

Economia

STCP/Metro motiva reunião extraordinária do Conselho Metropolitano do Porto

O Conselho Metropolitano do Porto reúne-se na próxima sexta-feira para discutir o processo de ajuste direto na subconcessão da STCP e da Metro do Porto que suscitou duras críticas dos autarcas, trabalhadores e da maioria dos partidos.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

LUSA

O presidente do CmP convidou hoje os presidentes das câmaras envolvidas no processo para reunirem na sexta-feira pelas 12:00 "para discussão sobre os últimos dados da [subconcessão] STCP/Metro", divulgou fonte oficial.

O agendamento da reunião extraordinária do Conselho Metropolitano surge um dia depois de o Ministério da Economia ter informado que a concessão das operações da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) e da Metro do Porto vai ser atribuída por ajuste direto.

Esta decisão gerou críticas dos trabalhadores das empresas e dos autarcas da região, tendo o presidente da Câmara de Gaia solicitado uma reunião "de emergência" do CmP para debater um eventual pedido de demissão do Conselho de Administração da Metro do Porto e da STCP.

"Um dos pontos que penso que faz sentido estar em cima da mesa nesta reunião é o pedido de demissão do Conselho de Administração [da Metro do Porto e STCP], e até mesmo do seu presidente, já que neste momento estão postos em causa os mínimos de confiança", avançou Eduardo Vítor Rodrigues em declarações à Lusa.

A Metro do Porto é detida em 40% pelo Estado português, em 39,9995% pela Área Metropolitana do Porto, em 16,67% pela STCP, em 3,33% pela CP -- Comboios de Portugal e 0,0005% pelas câmaras municipais do Porto, Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia e Gondomar. Já a STCP é detida na totalidade pelo Estado.

Também na terça-feira o presidente do CmP, Hermínio Loureiro, afirmou ter ficado surpreendido com a pressa do Governo para entregar a concessão das empresas Metro do Porto e STCP por ajuste direto, manifestando-se "preocupado" com o resultado deste processo, "tendo em conta o que aconteceu na primeira fase".

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.