sicnot

Perfil

Economia

Bolsa portuguesa fecha com ligeira queda

A bolsa portuguesa fechou esta semana com uma queda ligeira, um movimento que acabou por ser acompanhado pela maioria das praças europeias.

De alguma forma, inverteu-se a tendência dos últimos dias tendo em conta que a bolsa chinesa fechou em alta. Xangai teve um segundo dia de fortes subidas, ganhando praticamente 5%.

Apesar da ligeira queda das bolsas europeias na última sessão desta semana, de uma forma geral, já recuperaram do início de semana atribulado numa altura em que igualam valores da passada sexta-feira.

  • DIRETO: Célula terrorista preparava grande atentado na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das vítimas mortais do atentado em Barcelona era de Lisboa e há uma outra portuguesa, a sua neta, desaparecida. A polícia procura quatro jovens e há outras quatro detenções confirmadas. Os autores dos ataques na Catalunha, que mataram 14 pessoas e feriram 140, pertenciam ao mesmo grupo. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35

    Ataque em Barcelona

    Em Cambrils, também na Catalunha, foram mortos cinco alegados terroristas que atropelaram várias pessoas, uma morreu e seis ficaram feridas, quando escapavam a uma perseguição policial, esta madrugada. As autoridades investigam uma eventual relação entre os dois atentados. Nota: chamamos à atenção para a violência das imagens, que podem chocar os espetadores mais sensíveis.

  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Vento e calor provocam reacendimentos em Mação
    1:55

    País

    As temperaturas altas e o vento forte estão a provocar reacendimentos em Mação. No terreno mantêm-se cerca de 800 bombeiros, numa altura que que há receio que as chamas voltem a ficar ativas, como explica o repórter Rui Carlos Teixeira.